Ibovespa
122.550,56 pts
(1,00%)
Dólar comercial
R$ 5,39
(-0,95%)
Dólar turismo
R$ 5,60
(-1,09%)
Euro
R$ 5,79
(-0,55%)

Porto Itapoá publica seu primeiro relatório de sustentabilidade

Publicação tem como base a norma internacional da Global Reporting Initiative
Por Redação em 28 de outubro de 2022 às 14h40 (atualizado às 14h44)
Porto Itapoá publica seu primeiro relatório de sustentabilidade

O Porto Itapoá (SC) concluiu seu primeiro relatório de sustentabilidade, tendo tomado como base a norma da Global Reporting Initiative (GRI), organização internacional de padrões independentes que auxilia empresas, governos e outras organizações a entender e comunicar seus impactos em questões socioambientais.

Segundo o presidente do porto, Cássio Schreiner, a publicação é um importante elemento para o relacionamento da empresa com a comunidade e o mercado de forma geral. “A GRI fornece os padrões de relatórios de sustentabilidade mais usados no mundo e foram esses preceitos que guiaram a estruturação desse relatório”, explica o executivo.

“Como empresa nos relacionamos com públicos diversos como clientes, fornecedores, intermediadores, entes governamentais etc. Nos empenhamos para entregar um material bastante completo e detalhado que demonstra nosso compromisso com as melhores práticas”, comenta Schreiner.

O trabalho foi organizado pela consultora Simone Faustini, da Nexus Consultoria em Sustentabilidade, que considerou a publicação do Porto Itapoá muito consistente. “O relatório foi bastante aderente à norma da GRI no sentido de dar resposta aos seus requisitos, como interesses que o eventual leitor desse material irá buscar, pois apresenta sua lógica de raciocínio de forma transparente e objetiva”, explica Simone.

A atuação do Porto Itapoá no desenvolvimento de seus processos focou em três macro áreas: Social, Ambiental e Governança. No âmbito social, a empresa promove diversos programas de transformação social tanto para o público externo como para os seus colaboradores. Da mesma forma, a área ambiental é coberta por diversos programas ambientais para conservação, conscientização e desenvolvimento sustentável. O terminal também é detentor do selo prata do Greenhouse Gas Protocol (GHG), um programa internacional para o controle da emissão de gases do efeito estufa. No quesito governança, o porto mantém sua ouvidoria e diversos canais para comunicação e denúncia que funcionam de forma independente, mantendo os melhores padrões.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar