Ibovespa
122.650,92 pts
(1,08%)
Dólar comercial
R$ 5,39
(-0,92%)
Dólar turismo
R$ 5,60
(-1,09%)
Euro
R$ 5,79
(-0,51%)

Telhanorte investe em frota elétrica

Rede de materiais de construção já conta com 11 veículos, entre caminhões, bikes e scooters
Por Redação em 15 de dezembro de 2022 às 14h30 (atualizado às 14h39)
Telhanorte investe em frota elétrica

A Telhanorte tem investido em veículos elétricos para garantir que sua frota atenda ao compromisso ambiental global para a redução na emissão de CO2 na atmosfera. Atualmente, a companhia conta com 11 veículos elétricos em sua frota, entre caminhões, bikes e scooters, que operam em todas as lojas da rede em São Paulo.

“Fomos pioneiros em nosso segmento na implantação de um veículo 100% elétrico para realizar entregas, além de outros que utilizam biocombustíveis, até entregas de bicicletas”, destaca William Roselli, Gerente de EHS e Sustentabilidade da Telhanorte Tumelero.

Leia mais: Telhanorte aplica veículo elétrico para as operações de entrega em São Paulo

Em sua operação logística, a Telhanorte utiliza os veículos que fazem as entregas ou transferências entre os centros de distribuição e as unidades e otimiza com itens dos fornecedores, reduzindo assim ociosidade do veículo, os custos e a emissão de CO2.

A expectativa é que ainda neste mês de dezembro mais três veículos elétricos sejam incorporados à frota da rede Tumelero, rede de lojas do Rio Grande do Sul do mesmo grupo controlador da bandeira Telhanorte.

“O grande desafio da frota elétrica é o equilíbrio financeiro, pois esses veículos ainda são muito caros no Brasil, quando comparados a veículos tradicionais. O grande impacto financeiro desse projeto foi não incrementar custos para a operação, por meio de ajustes operacionais para encaixarmos esse modelo de veículo dentro dos nossos processos e custando exatamente os mesmos valores que antes”, complementa Roselli.

No último ano um plano foi desenvolvido pela Saint Gobain, detentora das bandeiras Telhanorte e Tumelero, focado na redução de emissão de CO2. Nele, ficou definida a redução de 16% até 2030 e eliminação total até 2050. A Telhanorte criou um comitê de sustentabilidade que acompanha de perto essa meta, com reports periódicos para a Saint Gobain.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar