Ibovespa
119.137,86 pts
(-0,44%)
Dólar comercial
R$ 5,42
(0,73%)
Dólar turismo
R$ 5,62
(0,82%)
Euro
R$ 5,82
(1,01%)

Coopercarga adquire carregadores de alta voltagem para veículos elétricos

Empresa anunciou com exclusividade à Tecnologística novos investimentos e metas para sustentabilidade em 2023
Por Raphael Minho em 16 de fevereiro de 2023 às 7h30
Coopercarga adquire carregadores de alta voltagem para veículos elétricos

A Coopercarga anunciou a aquisição de carregadores elétricos de carga rápida na unidade de Arujá (SP), neste mês. O investimento foi de aproximadamente R$ 400 mil e deve aumentar a produtividade dos veículos elétricos.

De acordo com André Vieira, gerente de Projetos da Coopercarga, o investimento no produto varia bastante de acordo com o modelo e marca, mas a aposta da empresa é na redução do tempo para completar a carga dos veículos.

"Os carregadores comuns trabalham com corrente alternada, então, eles trazem uma potência menor, sendo o mais comum no mercado. [...] A diferença desse modelo é que ele trabalha na corrente direta, permitindo com que você trabalhe com potências superiores [...] reduzindo drasticamente o seu tempo de recarga", explica Vieira em entrevista à Tecnologística.

Enquanto os carregadores convencionais levam entre 8 e 12 horas para completar a recarga, este modelo comprado pela Coopercarga pode completar a carga em 2 horas. Atualmente, a empresa possui uma frota de cerca de 2 mil veículos, sendo 20 elétricos.

LEIA TAMBÉM: Coopercarga projeta crescer 30% no agronegócio em 2023

André Vieira ainda pontua que esses veículos elétricos atuam na operação urbana, devido a baixa autonomia - aproximadamente 200 km -, que rodam nas regiões metropolitanas de São Paulo (SP), Curitiba (PR) e Porto Alegre (RS).

Metas e investimentos em sustentabilidade para 2023
Em 2022, a Coopercarga teve cerca de 4% do total de CO² neutralizado ou evitado e tem como meta em 2023 dobrar esse volume. "São aproximadamente 10 mil toneladas de CO² que devem ser neutralizados ou evitados", afirma Vieira.

À reportagem, o gerente de Projetos antecipou com exclusividade à Tecnologística que já existe um direcionamento da presidência do grupo para a aquisição de 100 ativos sustentáveis para 2023. "São ativos elétricos ou a gás, que pode ser GNV ou betano. [...] Os fechamentos de pedidos devem acontecer até o final do semestre, com a expectativa de ter esses veículos rodando até o final do ano", completa.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar