Ibovespa
125.946,09 pts
(-1,14%)
Dólar comercial
R$ 5,12
(0,61%)
Dólar turismo
R$ 5,34
(0,76%)
Euro
R$ 5,45
(-0,23%)

Shell e Hapag-Lloyd anunciam parceria para descarbonização do combustível marinho

Ao todo, são 12 navios que devem receber esse novo tipo de combustível
Por Redação em 13 de março de 2023 às 12h20 (atualizado às 12h28)
Shell e Hapag-Lloyd anunciam parceria para descarbonização do combustível marinho

A Shell e a Hapag-Lloyd anunciaram nesta segunda-feira (13), que na semana passada assinaram um acordo plurianual para o fornecimento de gás natural liquefeito (GNL) aos navios porta-contentores ultra-grandes da Hapag-Lloyd de duplo combustível de 23.500+ unidades equivalentes a seis metros (TEU). A expectativa é que o abastecimento dos 12 novos navios tenha início durante a segunda metade de 2023 e o GNL será fornecido no porto de Roterdam, na Holanda.

De acordo com a Hapag-Lloyd, os navios serão colocados nas rotas Europa - Extremo Oriente e farão escala nos principais portos, incluindo Roterdam (Holanda), Hamburgo (Alemanha), Singapura, e Xangai (China).

A previsão é que o uso do GNL reduza o impacto de CO² desses navios em quase 23%, em comparação com os combustíveis convencionais. Além disso, o uso de GNL contribui para a redução quase completa da emissão de partículas, sendo parte da estratégia de neutralizar a emissão de carbono até 2045.

"Nós temos o prazer de compartilhar a execução desse acordo de longo prazo de abastecimento. A Hapag-Lloyd fechou um contrato com a Shell, o qual assegura abastecimento flexível de GNL em termos competitivos. Além disso, estamos animados com nosso acordo com a Shell para explorar futuras oportunidades de descarbonização, uma vez que isso permite com que empresas realizem mudanças com grande impacto na indústria. Colaborações como essa são cruciais para nos ajudar a concretizar nossa estratégia de sustentabilidade e, ao mesmo tempo, melhorar as emissões no transporte marítimo. Por fim, isso permite com que os nossos clientes também diminuam suas pegadas de carbono", resumiu Jan Christensen, Diretor Global de Compra de Combustíveis na Hapag-Lloyd.

O anúncio está alinhado a colaboração da Shell e da Hapag-Lloyd, que nos últimos anos incluiu o abastecimento de GNL do "Brussels Express", o primeiro grande navio porta-conteiner do mundo que foi convertido em propulsão a gás.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar