Ibovespa
125.946,09 pts
(-1,14%)
Dólar comercial
R$ 5,12
(0,61%)
Dólar turismo
R$ 5,34
(0,76%)
Euro
R$ 5,45
(-0,23%)

Região Amazônica tem o primeiro porto sustentável com certificado AQUA no Brasil

A entrega da certificação aconteceu nesta segunda-feira (3)
Por Redação em 5 de abril de 2023 às 11h50 (atualizado às 11h53)
Região Amazônica tem o primeiro porto sustentável com certificado AQUA no Brasil

Amazônia agora tem o primeiro porto sustentável com certificado AQUA no Brasil. O terminal portuário Super Terminais - "Green-Port", conquistou a certificação desenvolvida pela Fundação Vanzolini, com apoio da Universidade de São Paulo, AQUA (Alta Qualidade Ambiental) e aplicada pela Fundação Vanzolini.

Esse é considerado um dos principais sistemas de avaliação de desempenho ambiental do mundo. A certificação foi entregue ao terminal nesta segunda-feira (3). Para obter os resultados em desempenho ambiental e sustentabilidade, o Super Terminais - "Green-Port" aplicou medidas que são revertidas na preservação do bioma amazônico. 

Atualmente, o terminal desenvolve um rigoroso programa de gestão que avalia de forma constante o gerenciamento de resíduos e de efluentes, a educação ambiental, o controle de vetores, a limpeza dos reservatórios, o monitoramento e controle de ruídos, a contingência de saúde, o gerenciamento de riscos, de emergência individual e de cargas perigosas.

LEIA TAMBÉM: PortosRio anuncia lucro bruto de R$ 574,1 milhões em 2022

Para o coordenador do Cilip-USP, João Ferreira Netto, o complexo comprovou através de estudos da qualidade da água que seus terminais praticamente não afetam a fauna e flora aquática do Rio Negro. 

"Eles possuem uma estação de tratamento de efluentes orgânicos que despeja no rio água limpa, 100% tratada. Essas e outras medidas de gestão ambiental fazem com que sejam um dos mais avançados na proteção do bioma amazônico", afirmou.

Soluções sustentáveis
Para evitar desastres ambientais como vazamento de óleo dos navios, o porto constituiu uma brigada própria e contratos com empresas especializadas e treinadas para prever ou conter com eficácia e rapidez eventuais vazamentos em caso de acidentes. Os protocolos de segurança do terminal estão em plena aderência com os pré-requisitos de legislação da Organização Marítima Internacional (OMI IMO).

Região Amazônica tem o primeiro porto sustentável com certificado AQUA no Brasil

Com foco na redução de danos ambientais, o terminal não oferece às embarcações que atracam em suas instalações os serviços de limpeza de cascos, do convés ou a opção de descarte de efluentes e resíduos no local, evitando possíveis impactos na qualidade da água do rio.

LEIA TAMBÉM: Operadores Logísticos não diferenciam salário entre gêneros, diz pesquisa da Abol

"Entre as soluções de sustentabilidade encontradas, destacamos o uso de energia renovável, por meio da utilização de veículos e guindastes elétricos; além disso, nos comprometemos a investir no uso de energia limpa nas áreas de armazéns e de iluminação para o prédio administrativo por meio de um projeto de iluminação fotovoltaica buscando continuamente melhorias para ampliar a segurança dos funcionários.", diz Marcello di Gregorio, Diretor-Geral do terminal.

Vantagem natural
Na altura do Rio Negro, onde está localizado o porto, há uma profundidade de 35m na seca e de 50m na cheia. Isso evita a necessidade do processo de dragagem do solo para a contenção do nível do calado, o que geraria grande impacto ambiental.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar