Ibovespa
129.558,62 pts
(0,42%)
Dólar comercial
R$ 4,96
(-0,36%)
Dólar turismo
R$ 5,16
(-0,28%)
Euro
R$ 5,37
(-0,02%)

Gerdau inicia testes com caminhão elétrico em mineração de minério de ferro em Minas Gerais

O objetivo é avaliar a viabilidade da substituição da frota existente por veículos elétricos nas minas da empresa
Por Redação em 9 de outubro de 2023 às 10h48
Gerdau inicia testes com caminhão elétrico em mineração de minério de ferro em Minas Gerais
Foto: Divulgação/Gerdau
Foto: Divulgação/Gerdau

A Gerdau iniciou testes de um caminhão elétrico na operação de extração de minério de ferro em Itabirito, Minas Gerais. Este movimento faz parte do plano de descarbonização da empresa.

Os testes, que começaram em setembro, estão ocorrendo na mina de Várzea Leste-Norte e estão programados para continuar até o final do ano. O objetivo é avaliar a viabilidade da substituição da frota existente por veículos elétricos nas minas da empresa. O caminhão elétrico usado nos testes é o modelo SANY SKT90E, com capacidade de carga para 60 toneladas.

Este projeto sustentável é resultado da colaboração entre a Gerdau e as empresas Fagundes e Irmen Máquinas. "Este é um grande passo dentro da escala industrial e está totalmente alinhado às nossas iniciativas para redução de emissões de carbono em nossas operações", afirmou Wendel Gomes, diretor-executivo da Gerdau.

"Já nos primeiros dias de testes, conseguimos resultados consistentes, e estou confiante de que essa tecnologia contribuirá para aprimorar cada vez mais a eficiência e a qualidade do nosso trabalho", destacou.

No âmbito da descarbonização, em fevereiro, a Gerdau assumiu o compromisso de reduzir suas emissões de gases de efeito estufa dos escopos 1 e 2 para um valor inferior a 50% da média global da indústria do aço.

Atualmente, a empresa apresenta uma das menores médias de emissão de gases de efeito estufa (CO₂e) na indústria, com 0,93 tonelada de CO₂e por tonelada de aço, aproximadamente metade da média global do setor, que é de 1,89 tonelada de CO₂e por tonelada de aço, de acordo com dados de 2020 divulgados pela World Steel Association (worldsteel).

A Gerdau planeja reduzir suas emissões de carbono para 0,83 tonelada de CO₂e por tonelada de aço até 2031.

"Na operação da Gerdau, tivemos uma grata surpresa, pois o perfil da operação é muito favorável para o equipamento, e conseguimos a maior autonomia de bateria, chegando a dez horas e meia em média. Um resultado muito surpreendente e positivo, aumentando a produtividade com bastante segurança", ressaltou Pedro Brandão, gerente comercial da Irmen Máquinas, representante oficial da SANY no Brasil, fabricante do caminhão.


LEIA MAIS:

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar