Ibovespa
124.635,59 pts
(-0,56%)
Dólar comercial
R$ 5,26
(1,49%)
Dólar turismo
R$ 5,49
(1,71%)
Euro
R$ 5,59
(1,43%)

Videometria de startup promete reduzir em até 60% os acidentes nas estradas

Solução faz uso da IA e ajuda a identificar distrações ao volante
Por Redação em 5 de junho de 2023 às 9h14
Videometria de startup promete reduzir em até 60% os acidentes nas estradas
Foto: Reprodução/Pixabay
Foto: Reprodução/Pixabay

A Infleet, startup de gestão de frotas, desenvolveu uma tecnologia de videometria a partir da inteligência artificial que promete reduzir em 60% os acidentes nas estradas. A solução é capaz de identificar se o motorista está usando cigarro, celular, se está distraído, com sono, ou se arriscando em ultrapassagens perigosas.

Além disso, a tecnologia também identifica outros atos de imprudência como a aceleração ou frenagem brusca. Os dados entre o ponto de partida e chegada do condutor são armazenados para formação de relatórios precisos e servem de tomada e decisão para os gestores das frotas.

“Com a videotelemetria é possível acompanhar incidentes de fadiga, uso do celular, cigarro, distrações e outros comportamentos prejudiciais que podem acarretar risco tanto para quem dirige, quanto para terceiros. Com as novas tecnologias, principalmente a inteligência artificial, é possível reduzir 80% das distrações ao volante e 60% dos acidentes”, sublinha Victor Cavalcanti, CEO da Infleet.

Outra solução da empresa para reduzir os acidentes nas estradas a telemetria integrada com o controle de custos, que consiste na gestão operacional e gerencial da frota. Por meio de um aparelho instalado no veículo, os dados, como ociosidade do motor, excesso de velocidade, autonomia, frenagens e acelerações bruscas, são coletados com o objetivo de otimizar os gastos e aumentar os ganhos da empresa. “A tecnologia consegue centralizar os custos da frota, combustível, manutenção e sinistros, para que a empresa alcance até 20% de redução nos custos operacionais”, revela Cavalcanti.

De acordo com o balanço da Confederação Nacional de Transporte (CNT), em 2022 foram registrados 64.447 acidentes nas rodovias federais, sendo que 52.948 resultaram em vítimas (mortos ou feridos). Ainda de acordo com a entidade, as falhas humanas, como reações tardias ao volante, ineficientes ou ausência de reação por parte do condutor são indicadas como fatores predominantes desses índices.

LEIA TAMBÉM:

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar