Ibovespa
129.558,62 pts
(0,42%)
Dólar comercial
R$ 4,96
(-0,36%)
Dólar turismo
R$ 5,16
(-0,28%)
Euro
R$ 5,37
(-0,02%)

BRF reduz em 60% acidentes na logística agropecuária com uso de tecnologia; descubra

No primeiro semestre deste ano, acidentes caíram de nove para três com uso de solução tecnológica
Por Redação em 24 de julho de 2023 às 9h44
BRF reduz em 60% acidentes na logística agropecuária com uso de tecnologia; descubra
Foto: Divulgação/Trible
Foto: Divulgação/Trible

A BRF, companhia de alimentos, reduziu os acidentes de sua frota agro a partir de uma solução tecnológica. De acordo com a empresa, no primeiro semestre deste ano, o número de acidentes na logística agropecuária caiu de nove para três, o que equivale a aproximadamente 60%.

A organização acredita que o resultado é fruto do programa de investimento em tecnologia para a segurança dos motoristas e otimização das operações. A companhia recentemente passou a utilizar equipamentos de telemetria e câmeras com inteligência artificial que detectam distração ao volante, como o uso de celular, ou fadiga. A tecnologia embarcada utilizada foi desenvolvida pela Trimble.

Conforme os dados de um levantamento realizado pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT), em 2022, o custo com acidentes em rodovias federais foi de R$ 12,9 bilhões e o número total de acidentes, de 64.447.

“A BRF conta com um programa de segurança logística desde 2011, que traz uma gama importante de ações e inovações na prevenção de acidentes, incluindo um movimento para aumentar a tecnologia embarcada na frota. Desta forma, recentemente conseguimos garantir que 100% da frota agropecuária esteja rodando com sistema de telemetria e sistema de fadiga,” explica Cezar Felipak, gerente de Logística CIEX Agropecuário da BRF. 

Atualmente, a frota agropecuária da BRF é composta por 1,7 mil veículos. Ao todo, os 3,3 mil motoristas percorrem em média 14 milhões de quilômetros por mês, em cerca de 95 mil viagens realizadas para cumprir todas as entregas, que correspondem às principais no setor alimentício do Brasil.

 “Do ponto de vista da gestão de frotas, cada acidente pode acarretar prejuízos em diversas frentes, como reparos de veículos, danos materiais, acionamentos jurídicos e de seguro. Em média, um acidente pode sozinho custar mais de R$ 1 milhão, dependendo das proporções, falando somente em danos materiais, sem entrar no irreparável, que é a vida,” explica o diretor da Trimble Transportation.

LEIA TAMBÉM:

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar