Ibovespa
124.586,33 pts
(-0,60%)
Dólar comercial
R$ 5,26
(1,48%)
Dólar turismo
R$ 5,49
(1,69%)
Euro
R$ 5,59
(1,42%)

VLI e ALE realizam primeiro fluxo de retorno de biocombustíveis na Ferrovia Norte-Sul

Foram transportados 545m³ de etanol anidro, utilizados para abastecer postos da rede no Maranhão
Por Redação em 23 de agosto de 2023 às 10h26
VLI e ALE realizam primeiro fluxo de retorno de biocombustíveis na Ferrovia Norte-Sul
Foto: Divulgação/VLI
Foto: Divulgação/VLI

A VLI e a distribuidora de combustíveis ALE realizaram, em conjunto, pela primeira vez, um fluxo ferroviário de biocombustíveis de Porto Nacional (TO) a São Luís (MA), através da Ferrovia Norte-Sul. No total, foram transportados 545m³ de etanol anidro, utilizados para abastecer postos da rede ALE no Maranhão.

O fluxo, que até então era feito por rodovia, demandava, em média, três caminhões para cada vagão carregado. A operação foi realizada no mês de julho e viabilizada após a construção conjunta da solução logística por ambas as empresas.

“Este é um exemplo de cocriação de solução com o nosso cliente, garantindo a construção conjunta de uma movimentação de carga de forma mais segura, eficiente e sustentável pela VLI e a ALE. Isso porque o fluxo de retorno representa um maior aproveitamento dos vagões utilizados no transporte de combustíveis, que fariam o trajeto de volta a São Luís vazios. Agora os vagões percorrem o trecho com a carga da ALE, gerando uma melhor equação de emissão de carbono por tonelada transportada no sistema integrado das duas empresas. Sem contar que o modal ferroviário garante mais eficiência do ponto de vista energético do que o rodoviário, utilizado até então para este transporte.”, afirma o gerente comercial de Combustíveis da VLI, João Carlos Apolônio de Souza.

Operado pela VLI, o tramo norte da Ferrovia Norte-Sul é um canal de escoamento por onde a produção do agronegócio da região do Matopiba é direcionada à exportação pelo sistema portuário de São Luís, além de cargas como celulose e combustíveis – nesse último caso, para abastecimento do mercado interno. Em 2022, a VLI movimentou cerca de 15 milhões de toneladas na FNS, um aumento de 18% em relação ao ano anterior.

LEIA TAMBÉM:

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar