Ibovespa
124.729,40 pts
(-0,73%)
Dólar comercial
R$ 5,15
(-0,06%)
Dólar turismo
R$ 5,35
(0,08%)
Euro
R$ 5,57
(-0,16%)

Nova frota de vagões adquirida pela VLI já opera na Ferrovia Norte-Sul

Ao todo, são 168 vagões, adquiridos para ampliar a capacidade de escoamento da safra brasileira de grãos pelo Arco Norte
Por Redação em 16 de abril de 2024 às 10h00
Nova frota de vagões adquirida pela VLI já opera na Ferrovia Norte-Sul
Crédito: Maxion / Divulgação
Crédito: Maxion / Divulgação

A VLI, companhia de soluções logísticas que opera ferrovias, portos e terminais, já conta com o reforço de 168 novos vagões graneleiros no transporte de cargas na Ferrovia Norte-Sul (FNS). Os vagões foram adquiridos no último ano junto à fabricante Greenbrier Maxion, de Hortolândia (SP), em um negócio com investimento total de R$ 200 milhões, que envolve também três locomotivas para operação na região.

O Corredor Norte percorre os estados do Tocantins e do Maranhão pelo tramo norte da Ferrovia Norte-Sul, controlado pela VLI, e pela Estrada de Ferro Carajás, onde a companhia opera por direito de passagem para chegar ao sistema portuário de São Luís. O corredor conta, ainda, com três terminais integradores, instalados em Palmeirante e Porto Nacional, no Tocantins, e em Porto Franco, no Maranhão.

"A nova frota de vagões proporcionará o aumento da nossa capacidade de transporte e de atendimento aos produtores da região, ao mesmo passo em que seguimos com o foco constante em planejamento e excelência operacional, com o objetivo de somar ainda mais eficiência ao negócio dos nossos clientes", afirma Alisson Ruas, gerente geral de Operações do Corredor Norte da VLI.

O aumento da capacidade de transporte também acompanha o crescimento dos volumes movimentados pela VLI ano a ano no Corredor Norte. Em 2023, a companhia movimentou o volume recorde de 14,5 bilhões de TKU (toneladas por quilômetro útil) no trecho, contra 14,1 bilhões em 2022, recorde anterior. No último ano, a companhia também registrou seu melhor resultado no Terminal Portuário de São Luís, com 5,6 milhões de toneladas elevadas, contra 5,4 milhões em 2022.

 

Investimentos e novos negócios

Além dos grãos, a VLI transporta combustíveis, insumos minerais e fertilizantes no Corredor Norte. Neste último segmento, a companhia teve uma importante inauguração em 2023, com o início da operação de transporte de fertilizantes, em uma parceria com a Companhia Operadora Portuária do Itaqui (Copi). O projeto é resultado de investimentos conjuntos que somaram de mais de R$ 400 milhões e nasce com capacidade para movimentar 1,5 milhão de toneladas por ano.

A inauguração do corredor é o primeiro passo para uma grande transformação regional, possibilitando a criação de um grande polo industrial no Terminal Integrador de Palmeirante e áreas adjacentes, com possibilidade de arrendamento de terreno para players de fertilizantes, tradings de agronegócio e outros setores. A principal vantagem é o ganho em eficiência, pela proximidade com a operação ferroviária e capacidade de armazenagem oferecida no local. No último ano, Mosaic e Ultracargo anunciaram investimentos para instalação no local.

 

Sobre os vagões

Os vagões Hopper HTT, fabricados pela Greenbrier Maxion apresentam três diferenciais importantes: redução do comprimento sem perda de volume, diminuição da tara (peso) e aumento da vida útil. Com todas essas otimizações, há um incremento na capacidade de carga por trem. Outro destaque é o sistema descarga rápida e o revestimento interno com pintura especial, que não retém a carga no interior do vagão. Além disso, as unidades novas possuem o sistema do truque Motion Control, de alto desempenho e com redução do desgaste de componentes, gerando menor consumo de combustível e mais segurança. 

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar