Ibovespa
120.340,30 pts
(0,59%)
Dólar comercial
R$ 5,44
(0,15%)
Dólar turismo
R$ 5,66
(0,59%)
Euro
R$ 5,85
(0,22%)

Novo rebocador da Wilson Sons inicia operação em portos de São Luís

Mais potente rebocador em atuação no Brasil, com 91 toneladas de tração estática, WS Centaurus conta com tecnologia capaz de reduzir emissão de gases de efeito estufa
Por Redação em 15 de julho de 2022 às 13h30
Novo rebocador da Wilson Sons inicia operação em portos de São Luís

O novo rebocador da Wilson Sons WS Centaurus, que entrou em operação em junho, passará a integrar este mês a frota de rebocadores que a companhia mantém em São Luís para apoio às operações de atracação e desatracação dos navios de minério de ferro no Terminal Marítimo de Ponta da Madeira e nos portos de Itaqui e Alumar. Com 91 toneladas de tração estática (TBP), o novo rebocador é o mais potente a operar no Brasil. 

“O WS Centaurus irá operar em São Luiz do Maranhão, contribuindo para ampliar a eficiência da frota de 11 rebocadores da Wilson Sons que atuam nos portos da região. A embarcação vai apoiar os navios de grande porte que chegam ao terminal de Ponta da Madeira para movimentação de minério de ferro e demandam rebocadores potentes. Sua atuação também será importante no apoio ao Porto de Itaqui, que registra crescimento de movimentação nos segmentos de agronegócio, com cargas de grãos e fertilizantes e de líquidos, como petróleo e derivados”, explica Márcio Castro, diretor executivo da divisão de Rebocadores da Wilson Sons.

O WS Centaurus é o primeiro de uma série de seis novos rebocadores da companhia, que trazem ao Brasil um conceito inovador. Com projeto Damen RSD 2513, a embarcação conta com novo design de casco que permite uma redução estimada de até 14% nas emissões de gases de efeito estufa, em função de uma hidrodinâmica mais eficiente. As duplas quilhas (twin fin) melhoram a navegação e aumentam a capacidade de arrasto durante as manobras, o que garante a redução do consumo de combustível e, consequentemente, de emissões. 

Além disso, as novas embarcações são as primeiras no país a seguirem o padrão IMO Tier III, que promove a redução das emissões de óxidos de nitrogênio em mais de 75%, contribuindo para a melhora da qualidade do ar nos portos onde operam.  Este padrão é exigido em algumas regiões da América do Norte e da Europa. 

Construído no estaleiro da Wilson Sons no Guarujá (SP), com projeto da Damen Shipyards, o novo rebocador tem notação de classe Escort Tug, é certificado para combate a incêndio e possui 25 metros de comprimento e 13 metros de boca. Outros dois novos rebocadores serão entregues ainda este ano e os demais entrarão em operação ao longo de 2023. 

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar