Ibovespa
119.662,38 pts
(0,08%)
Dólar comercial
R$ 5,38
(0,28%)
Dólar turismo
R$ 5,58
(0,03%)
Euro
R$ 5,76
(-0,05%)

Yara realiza operação de cabotagem de fertilizantes

Empresa enviará fertilizantes produzidos em Rio Grande para São Luís
Por Redação em 15 de agosto de 2022 às 12h30

A Yara, multinacional que atua no setor de nutrição de plantas, iniciou, neste mês de agosto, operações de transporte de fertilizantes a granel via cabotagem. A companhia transportará, a partir do seu píer próprio em Rio Grande (RS), 15 mil toneladas da linha de fertilizantes especiais YaraBasa para sua Unidade Misturadora de São Luís, atendendo assim aos agricultores da região do Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia), sobretudo da cultura de soja. A embarcação navegará por toda a costa brasileira, sem escalas, e a previsão do tempo de viagem é de aproximadamente sete dias. 

“Esse envio de fertilizantes via cabotagem ao Maranhão traz diversos benefícios, como o acesso aos agricultores das regiões Norte e Nordeste às linhas de fertilizantes especiais da Yara, especialmente durante um momento crítico de rupturas nas cadeias de fornecimento em razão da guerra”, diz Maicon Cossa, vice-presidente Comercial da Yara Brasil. 

“O mercado da fronteira norte é o que mais cresce em termos de área plantada no país, e agora teremos mais uma opção de abastecimento para a região, com um produto nacional. Hoje o local trabalha majoritariamente com matéria-prima importada, então essa movimentação levará mais uma opção de abastecimento de fertilizantes, ajudando na segurança da cadeia e permitindo a aceleração e desenvolvimento da agricultura local”, completa o executivo.

O transporte do fertilizante via cabotagem, além de ser uma operação mais vantajosa operacionalmente, rápida e segura, também é mais sustentável. “Uma carga de 15 mil toneladas, por exemplo, partindo de Rio Grande para São Luís, precisaria de 405 caminhões para realizar o trajeto de mais de 3 mil km via rodovias, o que passa a ser feito em aproximadamente sete dias por mar, com apenas um navio”, explica Cossa. 

De acordo com o executivo, a cabotagem tornou-se uma opção viável devido aos últimos avanços da BR do Mar, programa que visa equilibrar a matriz de transporte brasileira, que, entre outras medidas, possibilitou a redução da taxa AFRMM (Adicional ao Frete para Renovação da Marinha Marcante) e desobrigou a necessidade de frota própria para aderir à modalidade. “Em um contexto em que a logística é um dos grandes desafios para a entrega dos fertilizantes para a safra de verão, contarmos com uma nova modalidade de transporte é fundamental para a segurança alimentar”, destaca. 

Nesse cenário, o Complexo de Rio Grande torna-se um grande polo para a empresa enviar soluções nutricionais especiais para os portos de todo o país, via cabotagem, e ainda para outros países, via frete marítimo. Para otimizar a operação local, a Yara instalou neste ano o shiploader, equipamento que permite o carregamento a granel dos fertilizantes diretamente nos navios, além de possibilitar o transbordo de produtos entre embarcações, tornando a operação de píer ainda mais ágil e ampliando o leque de localidades atendidas pela Yara a partir da unidade.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar