Ibovespa
128.542,34 pts
(-0,72%)
Dólar comercial
R$ 5,55
(1,15%)
Dólar turismo
R$ 5,75
(1,05%)
Euro
R$ 6,05
(0,91%)

Maersk adquire seis navios que operam com metanol verde

Empresa prevê uma redução de 50% nas emissões por contêiner transportado até 2030
Por Redação em 10 de outubro de 2022 às 14h50 (atualizado às 14h55)
Maersk adquire seis navios que operam com metanol verde

A A.P. Moller – Maersk realizou uma nova encomenda de seis navios para contêineres que podem navegar utilizando metanol verde. As embarcações serão construídas pela Hyundai Heavy Industries (HHI) e têm uma capacidade nominal de aproximadamente 17 mil contêineres. Elas devem ser entregues em 2025 e navegarão sob a bandeira da Dinamarca.

Todos os navios fazem parte do programa contínuo de renovação de frota da Maersk e sua capacidade substituirá uma quantidade igual de capacidade de navios chegando ao fim da vida útil e deixando a frota gerenciada pela companhia. A capacidade da frota da Maersk soma um total máximo de 4,3 milhões de TEUs, como uma combinação de navios gerenciados e afretados pela companhia.

“Nossos clientes estão nos procurando para descarbonizar suas cadeias de suprimentos e essas seis embarcações capazes de operar com metanol verde acelerarão ainda mais os esforços para oferecer aos nossos clientes transporte neutro. Uma ação global é necessária nesta década para cumprir a meta do Acordo de Paris de limitar o aquecimento global a um aumento de temperatura de 1,5°C”, diz Henriette Hallberg Thygesen, CEO da Fleet & Strategic Brands da Maersk.

Compromisso

A companhia estabeleceu uma meta de emissões zero carbono para 2040 em todos seus negócios e também estabeleceu metas tangíveis de curto prazo para 2030 para garantir um progresso significativo. Isso inclui uma redução de 50% nas emissões por contêiner transportado na frota de navios oceânicos em comparação com 2020 e um princípio de encomendar apenas navios recém-construídos que possam operar com combustíveis verdes.

No total, a Maersk já encomendou 19 embarcações com motores bicombustíveis capazes de operar com metanol verde. “Ele é a melhor solução de combustível verde escalável para esta década e estamos empolgados em ver vários outros armadores escolhendo esse caminho. Isso adiciona mais impulso ao rápido dimensionamento da disponibilidade necessária para ter acesso ao metanol verde e acelerar a evolução do transporte neutro em termos climáticos”, diz Palle Laursen, Chief Fleet & Technical Officer da Maersk.

Quando todos os 19 navios encomendados forem implantados e substituírem os navios mais antigos, eles gerarão uma economia anual de emissões de CO2 de cerca de 2,3 milhões de toneladas.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar