Ibovespa
121.341,13 pts
(0,74%)
Dólar comercial
R$ 5,44
(-0,39%)
Dólar turismo
R$ 5,66
(-0,05%)
Euro
R$ 5,82
(-0,51%)

Intermarítima divulga plano de investimento

Companhia anuncia a expansão do Tecon Salvador; aquisição de equipamentos, aplicados em seu terminal alfandegado e na operação de granéis em Aratu, também faz parte da estratégia
Por Redação em 20 de outubro de 2011 às 11h15 (atualizado em 26/10/2011 às 16h07)

Após investir R$ 12 milhões e adquirir, no último mês de março, 7,5% de participação no Tecon Salvador, instalação localizada dentro da área do porto público organizado da capital baiana e que também possui como acionista a Wilson, Sons, a Intermarítima anuncia seu plano de investimento para o local. Além disso, revela as ações adotadas em seu terminal alfandegado próprio, também localizado no porto soteropolitano, e a aquisição realizada a fim de dotar o Porto de Aratu com uma melhor infraestrutura.

Segundo o diretor da Intermarítima, Roberto Zitelmann Júnior, R$ 180 milhões foram aplicados no Tecon de Salvador para ampliar sua capacidade operacional de 250 mil TEUs para 530 mil TEUs por ano. O executivo conta que o montante está sendo aplicado na ampliação do pátio, que passará de 73.443 m² para 118 mil m², no reforço e na dragagem do cais – de 12 metros para 15 m – e na aquisição de três portêineres super post-panamax e seis RTGs. “A previsão é de que ele comece a operar com as novas estruturas em março de 2012”, diz.

Também localizado no Porto de Salvador, mas com administração própria da Intermarítima, o terminal alfandegado ganhou mais dois reach stackers. Os equipamentos começarão a operar dia primeiro de novembro e demandaram investimentos de 600 mil euros. Agora, a frota de equipamentos deste modelo chega a seis unidades.

O parque de empilhadeiras do terminal também mereceu atenção. Cerca de R$ 2,5 milhões foram destinados à compra de 20 máquinas. Destas, oito chegaram para renovar a frota e as demais para ampliá-la. “Temos agora 50 empilhadeiras, entre elétricas e a combustão e com capacidades que variam entre duas toneladas e sete t”, conta.

Para finalizar o plano de investimentos, Zitelmann divulga que a companhia aplicou 2,5 milhões de euros na aquisição de um guindaste móvel portuário. Com capacidade para 22 metros cúbicos por “pegada”, a novidade será utilizada na operação de granéis no Porto de Aratu. No terminal, de uso público, a empresa presta serviço de movimentação. Ao todo, três berços são destinados ao trabalho com este tipo de produto em Aratu. “O novo equipamento será instalado em um dos berços, aumentando sua produtividade de três t para 12 t diárias”, ressalta.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar