Ibovespa
127.625,84 pts
(-0,03%)
Dólar comercial
R$ 5,60
(0,30%)
Dólar turismo
R$ 5,81
(0,28%)
Euro
R$ 6,10
(0,13%)

Santos Export promove debate sobre os acessos ao porto

Evento contou com a participação de representantes dos poderes público e privado do setor, além de acadêmicos e especialistas
Por Redação em 12 de agosto de 2015 às 10h24 (atualizado às 14h45)

A cidade de Santos (SP) recebeu, nos dias 10 e 11 deste mês de agosto, a 13ª edição do Santos Export – Fórum Internacional para Expansão do Porto de Santos, que reuniu especialistas dos setores público e privado para discutir diversos assuntos relacionados ao maior porto da América Latina. Neste ano, o tema principal do evento foram os acessos ao terminal marítimo santista.

Durante o evento, foram debatidos diversos fatores a respeito do sistema viário na baixada santista e seu impacto nas operações do porto. O ministro-chefe da Secretaria de Portos, Edinho Araújo, reconheceu a necessidade de investimentos públicos para melhorar os acessos ao complexo marítimo e disse que, em um período de dificuldades econômicas como o que o Brasil atravessa atualmente, o governo precisa priorizar as obras mais importantes. Ele colocou como meta principal concentrar esforços na busca por recursos para as obras de acesso ao porto na entrada da cidade de Santos.

No período da tarde, a discussão voltou-se para os trabalhos de dragagem no porto. O ministro disse que espera que as obras de ampliação, que farão com que o calado do canal passe de 13,2 para 15 metros e estão paradas devido a problemas com empresas que participaram das licitações, aconteçam até o fim deste ano.

Durante o encerramento do Santos Export, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, anunciou alguns projetos para melhorar os acessos ao Porto de Santos e também o fluxo de moradores na baixada. Dentre eles estão as obras municipais de interligação da Avenida Nossa Senhora de Fátima à Rodovia Anchieta e da Marginal Sul da rodovia com a Rua Julia Ferreira de Carvalho, pela ponte sobre o Rio São Jorge.

Alckmin divulgou ainda que a Secretaria de Logística e Transportes de São Paulo, por meio da Dersa, iniciará o projeto de engenharia e detalhamento executivo para um novo acesso à Avenida Perimetral Portuária da margem direita do porto, além da readequação de um viaduto.

Por fim, a Rodovia Anchieta receberá três intervenções, realizadas pela concessionária Ecovias. São elas a retificação da pista sul, com a interligação das vias marginais sob um novo viaduto no km 65, um viaduto de conexão entre as marginais da rodovia no bairro de Piratininga e uma alça de saída do viaduto Augusto Scarabotto, no sentido planalto da via.

Dentre a autoridades presentes no Santos Export estavam também o diretor-presidente da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), Angelino Caputo, o superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) no estado do São Paulo, Roberto Ravagnani, o diretor-presidente da Dersa, Laurence Casagrande, e o diretor geral da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), Mário Pova.

Completaram o quadro de participantes das palestras e dos painéis de debate representantes da Associação Brasileira de Terminais e Recintos Alfandegados (Abtra), da Associação Brasileira dos Terminais Retroportuários e das Empresas Transportadoras de Contêineres (ABTTC), do Centro Nacional de Navegação (Centronave) e de empresas como Cosan, Marimex, Ecoporto, Santos Brasil, Libra e BTP, além de acadêmicos da Universidade de São Paulo (Usp).

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar