Ibovespa
129.465,41 pts
(0,27%)
Dólar comercial
R$ 5,48
(1,00%)
Dólar turismo
R$ 5,69
(0,98%)
Euro
R$ 6,00
(1,33%)

Índice da ABCR registra aumento no fluxo de veículos

Nos últimos doze meses, índice total acumula avanço de 10,4%, fruto do aumento de 6,9% dos veículos pesados
Por Redação em 22 de março de 2022 às 10h01

O índice da Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR) referente a fevereiro de 2022 apresentou avanço de 7,3% no comparativo com janeiro, considerando os dados dessazonalizados. O índice que mede o fluxo pedagiado de veículos nas estradas é construído pela ABCR, juntamente com a Tendências Consultoria Integrada.

Nos últimos doze meses, o índice total acumula avanço de 10,4%, fruto do aumento de 6,9% dos veículos pesados e de 11,6% dos veículos leves. No acumulado do ano, o índice total apresenta avanço de 1,4%. O fluxo pedagiado de veículos leves acumula aumento de 1,6% e o fluxo de pesados de 0,9%.

“Os resultados de fevereiro indicam uma recuperação do fluxo de veículos total de forma generalizada entre as regiões. O movimento acompanha, em grande medida, a evolução do quadro sanitário no País, diante da queda de transmissões e internações ligadas à variante Ômicron”, afirma a analista da Tendências Consultoria, Andressa Guerrero.

O fluxo de veículos ambém demonstrou avanço. “Apesar das restrições relacionadas ao contexto industrial, de acordo com os gargalos da cadeia logística e aumento dos custos de produção, o segmento tem mantido relativa estabilidade após a primeira onda do vírus SARS-CoV-2”, diz.

Regiões

No Rio de Janeiro, o fluxo total apresentou avançou 3,7% comparado a janeiro, em termos dessazonalizados. O resultado decorreu do aumento de 4,6% no fluxo de veículos leves e aumento de 1,1% de pesados.

Na comparação com fevereiro de 2021, o índice total registrou avanço de 2,2%. O fluxo de leve subiu 1,7% e o fluxo de pesados aumentou 4,9%, mantida a métrica de comparação.  

Nos últimos doze meses, o índice total acumula avanço de 12,9%, fruto do aumento de 8,5% dos veículos pesados e de 13,9% dos veículos leves.

No acumulado do ano, o índice total apresenta avanço de 0,8%. O fluxo pedagiado de veículos leves acumula aumento de 0,2% e o fluxo de pesados de 3,9%.

Já em ão Paulo, o fluxo pedagiado total de veículos teve crescimento de 7,1% frente a janeiro, em termos dessazonalizados. A desagregação entre leves e pesados apresentou variação de +6,8% e +1,2%, respectivamente.

 Em relação ao mesmo período de 2021, o índice total subiu 3,5%. O fluxo pedagiado de veículos leves apresentou aumento de 4,5%, enquanto o fluxo de pesados aumentou 0,6%.

Nos últimos doze meses, o índice total acumula avanço de 10,5%, fruto do aumento de 6,1% dos veículos pesados e de 12,0% dos veículos leves.

No acumulado do ano, o índice total apresenta avanço de 1,2%. O fluxo pedagiado de veículos leves acumula aumento de 1,6% e o fluxo de pesados queda de 0,1%.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar