Ibovespa
129.558,62 pts
(0,42%)
Dólar comercial
R$ 4,96
(-0,36%)
Dólar turismo
R$ 5,16
(-0,28%)
Euro
R$ 5,37
(-0,02%)

Andreani investe em frota movida a GNV; veja os detalhes

Operadora logística conta com 22 carros movidos a GNV, que emitem 25% menos poluentes
Por Redação em 3 de janeiro de 2024 às 11h00
Andreani investe em frota movida a GNV; veja os detalhes
Foto: Divulgação / Andreani
Foto: Divulgação / Andreani

A operadora Andreani Logística, especializada no atendimento a farmacêuticas fabricantes de medicamentos, equipamentos médicos e dermoscosméticos, passou a ter parte de sua frota movida a gás natural veicular (GNV). Ao todo a empresa conta com 22 Fiorinos movidas a GNV, sendo 12 para atender o centro de distribuição de Embu das Artes, na Região Metropolitana de São Paulo e dez para o complexo do Rio de Janeiro.

A aquisição dos veículos movidos a GNV faz parte da agenda de ESG da empresa. "A necessidade de reduzir a emissão de gases poluentes tornou-se estratégia fundamental para toda a cadeia farmacêutica e de saúde de modo geral, o que implica em ações sustentáveis em 100% das etapas do processo que se estende da fabricação ao transporte do produto", reforça Rogério Rocha, gerente de filial da Andreani.

A Andreani utiliza os veículos movidos a GNV para a logística das cargas que saem da indústria ou do porto para os centros de distribuição da empresa. Há quatro meses, a operadora logística realizou uma inspeção veicular na frota com o objetivo de mapear o impacto ambiental causado pelo combustível a gás.

O laudo técnico de inspeção veicular, assinado pela empresa Star, comprovou que os 22 veículos da Andreani apresentaram uma redução de 25% no grau de emissões de CO2 e, consequentemente, redução na emissão de gases poluentes. "A certificação de verificação é um documento que apresentamos aos nossos clientes como forma de mostrar ao mercado nossa posição como empresa amiga do meio ambiente, socialmente responsável e inclusiva", ressalta Rocha.

Além das estratégias de sustentabilidade, a empresa também tem aplicado a agenda ESG em seu capital humano: um terço do contingente de motoristas da frota é composto por mulheres.

 

LEIA MAIS:

 

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar