Ibovespa
119.662,38 pts
(0,08%)
Dólar comercial
R$ 5,38
(0,28%)
Dólar turismo
R$ 5,58
(0,03%)
Euro
R$ 5,76
(-0,05%)

Expresso Araçatuba explora rota interoceânica

Por Redação em 6 de julho de 2007 às 12h09 (atualizado em 06/05/2011 às 14h46)

Expectativa é transportar 200 toneladas por mês e aumentar em 50% a participação da região nos negócios da empresa

O Expresso Araçatuba participou, no último dia 04 de julho, da inauguração do primeiro trecho da rodovia Interoceânica que, nesta primeira fase, liga a cidade de Assis Brasil a Iberia, no Peru, num total de 60 quilômetros. Até o final do ano, mais 40 quilômetros, com chegada em Porto Maldonado, serão pavimentados. Para o gerente de Vendas - Internacional do Expresso Araçatuba, Rudolf Lock Grams, a empresa faz parte da história da rodovia, uma vez que, há dez anos, realizou a primeira viagem do Projeto Pacífico.

A transportadora já inicia os trabalhos nesta nova etapa do projeto. No primeiro dia de operação da via, o Expresso Araçatuba transportou 90 metros cúbicos de mangueiras – aplicadas no garimpo – para o município de Porto Maldonado. A abertura da rota também faz com que a empresa vislumbre crescimento, uma vez que a região é caracterizada por importar os produtos que consome. O gerente da filial de Rio Branco do Expresso Araçatuba, Emerson Hammes, informa, porém, que não há previsão de abertura de filiais e aumento da frota. “As ações dependerão da demanda”, resume. Além de Porto Maldonado e Iberia, as cidades de Inãpari e San Gaban serão beneficiadas com a nova rota. 

Hammes, calcula que, hoje, a movimentação para o Peru represente 1,3% nos negócios da empresa. “De imediato, queremos crescer 50%”, afirma. O gerente divulga, ainda, que a meta é transportar 200 toneladas de produtos por mês – peças automotivas, calçados, eletroeletrônicos e motocicletas. O índice atual não chega a 30 toneladas.

Outra expectativa da empresa é de que a rota para o Pacífico deixe de ser um projeto e se torne uma realidade, agilizando e ampliando o comércio entre os países. “Antes da obra, demorávamos uma semana para percorrer 490 quilômetros, saindo de Rio Branco e chegando a Porto Maldonado . Agora, percorremos o trecho em dois dias”, conta.

A rota

As obras da Interoceânica tiveram início em setembro de 2005. Com 2.600 quilômetros de extensão, dos quais 1.100 quilômetros em território peruano, a rodovia, quando completada, ligará o Brasil aos portos peruanos de Ilo, Maratani e San Juan, no Oceano Pacífico, agilizando a colocação de produtos brasileiros no Peru e Bolívia. A previsão é de que as obras estejam concluídas em 2010. Com isso, a chegada a Lima, capital peruana, será possível sem que seja necessária a passagem pela Bolívia, o que diminuirá o tempo de viagem dos atuais 22 dias para 12.

Além disso, a conclusão da obra proporcionará a redução nos custos com transporte e facilitará a exportação de produtos brasileiros para os países do continente asiático. “Acredito numa redução de 30% nos gastos com combustível e manutenção apenas no primeiro trecho”, diz.

www.grupoarex.com.br

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar