Segunda-feira, 13 de dezembro de 2010 - 14h33
Setor têxtil tem novo operador logístico

Log Fashion oferece serviços específicos para atender às necessidades do segmento

Com investimentos de um milhão de reais em um Centro de Distribuição localizado na Granja Viana, em São Paulo, a Log Fashion chega ao mercado para atuar no ramo da logística têxtil.

Com apenas cinco meses de atuação, a empresa já tem sob sua responsabilidade as operações logísticas de mais de dez grifes oferecendo serviços de transporte de entregas especializadas, recebimento, separação e embalagem de peças, controle de qualidade, armazenagem, sistema informatizado de gestão de estoques (WMS), inventários rotativos e cíclicos, colocação de alarmes de segurança, etiquetas, código de barras e tags e controle de estoques para venda pela internet.

Segundo explica Marcelo Flório, CEO da companhia, o segmento de vestuário tem certas particularidades que exigem operações específicas que se tornam os principais desafios para quem atua neste setor. “A Log Fashion tem se destacado por oferecer atividades diferenciadas como apoio logístico para desfiles e feiras de moda, o reabastecimento automático de lojas, o controle de acervo de estilistas, a consolidação de fornecedores e distribuição, a operação especializada para bazares, lojas de temporada e outlets e a armazenagem de material de visual merchandising”, detalha.

Flório, que possui mais de 12 anos de experiência neste segmento e já esteve à frente de operações logísticas de grifes como Forum, Triton, Siberian e Crawford, também faz questão de destacar a logística reversa exercida pela Log Fashion. “Utilizamos o caminhão que está retornando ao CD para recolher cabides, alarmes de segurança e embalagens retornáveis que se encontram nas lojas. Além de zelar pelos objetos que serão reutilizados, otimizamos a viagem de volta”, conta o executivo.

Os clientes da Log Fashion podem ainda acompanhar todas as atividades da companhia por meio de câmeras. “Nossa operação logística é totalmente transparente para que os clientes vejam e controlem diretamente de seus escritórios”, afirma Flório. “Ele pode acompanhar toda e qualquer operação, como gerenciamento de armazéns e transporte em tempo real e por meio de uma só interface, pois investimos em um software que dá essa possibilidade”, conclui o CEO.

www.logfashion.com.br