Terça-feira, 19 de fevereiro de 2013 - 11h30
Superporto Sudeste recebe carregadeiras chinesas
Equipamentos serão utilizados em operações com minério de ferro no terminal operado pela MMX

A MMX, mineradora do Grupo EBX, recebeu, no dia 14 de fevereiro, a segunda carregadeira de navios destinada a operações no Superporto Sudeste, terminal privativo de uso misto dedicado exclusivamente à movimentação de minério de ferro, em construção na Baía de Sepetiba, em Itaguaí (RJ). O primeiro equipamento havia chegado ao local no início de fevereiro.

Importadas da China, as carregadeiras da marca ZPMC possuem, cada uma, capacidade para movimentar até 12.000 toneladas de minério de ferro por hora. Os equipamentos medem cerca de 50 metros de altura e pesam quase 2.000 t. Ao todo, a MMX investiu mais de R$ 40 milhões na compra das máquinas.

As carregadeiras operam sobre trilhos, com um deslocamento de até 590 m, que permite operar nos dois berços do Superporto Sudeste. Após o desembarque do segundo equipamento, foram iniciadas as atividades de conexão mecânica e elétrica nos trilhos. Quando estiverem em pleno funcionamento, as máquinas receberão o minério de ferro dos navios por meio de um sistema de correias transportadoras, que também está em fase de montagem.

O Superporto Sudeste deve entrar em operação no segundo trimestre deste ano. As carregadeiras serão utilizadas já na primeira fase de operação, quando o terminal apresentará uma capacidade de exportação de até 50 milhões de t de minério de ferro por ano.