Quarta-feira, 14 de agosto de 2013 - 12h11
TCP adquire novos portêineres
Para a compra de quatro desses equipamentos foram investidos R$ 75 milhões
 

O Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP) conclui a compra de quatro portêineres, fabricados pela chinesa ZPMC, que vão operar no novo cais de atracação que o terminal está construindo e deve ficar pronto no final deste ano. Os equipamentos, cuja entrega ao TCP está prevista para junho de 2014, custaram R$ 75 milhões, sendo essa aquisição parte do programa de investimentos que o terminal vem fazendo desde 2011, com valor total de R$ 365 milhões.

Para o TCP, a importância desses portêineres é a capacidade que eles têm para atender os mais modernos e grandes navios que hoje atuam internacionalmente, com até 51 metros de largura e 368 metros de comprimento. Segundo destaca Juarez Moraes e Silva, diretor superintendente do TCP, atualmente os maiores navios que operam na costa brasileira têm 48,20 metros de largura, com 333 metros de comprimento, como o que o terminal receberá na próxima semana.

Com essa aquisição, completa o executivo, o TCP passa a dispor de dez portêineres, o que faz com que seja o terminal com o maior parque desses equipamentos no Sul do Brasil. “Nosso investimento tem como horizonte preparar o TCP para atender a demanda da área de influência dos próximos dez anos”, conclui.

O TCP é o 3º maior terminal portuário de contêineres do Brasil, com capacidade para aproximadamente 1,2 milhão de TEUs por ano. Desde 1998 operando sob regime de concessão no Porto de Paranaguá, tem como acionistas o fundo de private equity Advent International, a Pattac Empreendimentos e Participações S/A, TUC Participações Portuárias S/A, Soifer Participações Societárias Ltda., Group Maritim TCB S.L. e Galigrain S.A.