Segunda-feira, 4 de agosto de 2014 - 10h30
Terminal de Contêineres de Paranaguá adquire reach stacker da Kalmar
Equipamento é utilizado para movimentação de contêineres em composições ferroviárias

O Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP) recebeu, no último mês de julho, um reach stacker, modelo DRF450-75S5XS, capaz de carregar e descarregar contêineres de até 41 toneladas e operar a uma altura de até 15,2 metros. Fabricado pela Kalmar, o equipamento demandou investimentos de R$ 1,3 milhão e faz parte dos mais de R$ 365 milhões investidos pelo TCP nos últimos três anos em seu projeto de modernização e ampliação.

O ativo, que pesa 82,6 toneladas, tem 12,7 m de comprimento, altura máxima de 18,4 m da lança telescópica e braço hidráulico com alcance horizontal de 5,2 m. Ele opera no mais novo cais de atracação do terminal – inaugurado no último mês de junho – e é utilizado para a movimentação de contêineres em composições ferroviárias.

De acordo com o gerente do TCP Log, Thomas Lima, com a aquisição o terminal terá um aumento significativo no número de contêineres movimentados. “Vamos passar a operar duas composições ao mesmo tempo, que têm em média 25 vagões. Antes, tínhamos que aguardar a descarga do primeiro trem para trazermos o outro, pois os equipamentos não alcançavam a segunda fileira de trem”, explica.

O executivo divulga números para ilustrar a melhora operacional. “Antes, nosso movimento oscilava entre 4 mil e 5 mil contêineres por mês. Agora, nossa meta é chegar a 6.400 mensais”, revela.

Lima destaca, ainda, a qualidade do novo equipamento. “Este é um modelo mais robusto do que os que tínhamos no terminal. Possui um sistema de patolas melhor, que permite a retirada de contêineres maiores e mais pesados simultaneamente. Com isso, modernizamos o transporte por ferrovia”, diz. Atualmente, o TCP conta com seis reach stackers em sua frota.