Sexta-feira, 7 de novembro de 2014 - 14h41
TCP Log passa a contar com base intermodal em Araucária
Trata-se da segunda estrutura operada pela empresa, que já está presente em Ponta Grossa

O TCP Log, subsidiária do Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP) dedicada a serviços de integração da cadeia logística com transporte intermodal, passou a contar, no mês de outubro, com uma nova base intermodal no estado do Paraná.

TCP-Base-Araucária-destaqueLocalizada na cidade de Araucária, a estrutura pertence ao Van Moer Group, companhia belga especializada em logística. Com a novidade, o TCP fica responsável pela gestão completa da operação no local. O objetivo é atender clientes do sul do estado, em especial dos setores de cargas florestais e porcelanato, oferecendo serviços de armazenagem, estufagem, estrutura para carregamento, descarregamento e pátio de contêineres e transporte a partir e até o Porto de Paranaguá.

A nova base possui armazém coberto de 3.000 m² e pátio com 19.000 m², além de desvio ferroviário para 15 vagões. Uma operação de transporte por ferrovia realizada em parceria com a Brado Logística tem previsão de início até o final de 2014.

Segundo Juarez Moraes e Silva, diretor-superintendente Comercial do TCP, a abertura da base em Araucária é estratégica para o terminal. A iniciativa expande para além dos limites do Porto de Paranaguá a atuação do TCP, que já atua com uma base intermodal em Ponta Grossa e planeja contar com uma nova estrutura com foco em importação em Curitiba ainda neste ano.

“A implantação permite que o TCP atenda as regiões sul e sudoeste do Paraná, tornando-se mais competitivo em relação a outros portos. Oferecemos infraestrutura e custos mais atraentes, com a mesma qualidade do serviço oferecido em Ponta Grossa, nossa primeira base, transferindo ganhos a toda a cadeia produtiva”, explica o executivo.

Ele destaca ainda que um dos grandes diferenciais do TCP Log é contar com a única conexão direta entre porto e ferrovia nos estados do Paraná e Santa Catarina, movimentando atualmente mais de 6.000 contêineres por mês. “Nosso objetivo é operar acima de 9.000 contêineres por mês por ferrovia em 2015 e incluir o segmento de porcelanato e a importação dentre os serviços oferecidos pelo TCP Log”.