Terça-feira, 19 de maio de 2015 - 15h12
Libra Terminais Santos conquista serviço na rota para o Caribe
A nova operação recebe um navio por semana, com média de 1200 movimentos

A Libra Terminais Santos, unidade de negócios do Grupo Libra, divulgou em maio que passou a operar o trajeto sul do chamado New Brazex, serviço do armador CMA-CMG que atende a rota do Caribe na importação. A nova operação recebe um navio por semana, com média de 1200 movimentos.

A unidade já realizava a operação da rota norte do Caribe, dedicado à exportação, desde a criação do serviço em 2002. “Essas conquistas são fruto do investimento em infraestrutura e modernização do porto e do reconhecimento do mercado aos nossos esforços”, destaca Roberto Teller, Diretor Geral da Libra Terminais Santos.

Como parte de um plano de expansão que prevê investimentos em torno de R$ 800 milhões, a empresa também adquiriu 36 Terminal Tractors, equipamentos especialmente desenhados para operações portuárias. Os novos equipamentos de movimentação de cargas já iniciaram as atividades no terminal e sua principal função é atuar na remoção de contêineres do costado para a retroárea e vice-versa, operação também conhecida como “Carrossel”.

Os novos veículos, que possuem capacidade de tração de até 80 toneladas, quase o dobro de um caminhão normal permitem a utilização de twins de contêineres, ou seja, a movimentação simultânea de dois contêineres. “Os Terminal Tractors têm um papel fundamental para a Libra terminais Santos. Nossa expectativa é de crescer em cinco movimentos por hora (mph) nas operações, o que representa um aumento de cerca de 15% de produtividade”, explica Marcos Medeiros, Diretor de Operações da Libra Terminais Santos.

Além desse investimento, o terminal pretende ampliar o cais e a retroárea, além de reestruturar todo o fluxo de mercadorias por meio de realocação das linhas férreas, dentro dos planos também está a construção de ramais internos e viaduto e reposicionamento dos gates de entrada e de saída. Serão criados dois ramais ferroviários para contêineres com capacidade para movimentação de 320 mil TEUs por ano, com possibilidade de expansão para 8 ramais.

A companhia fará a regularização do fluxo de entrada e saída de caminhões, que vai reduzir o “truck cycle” para 45 minutos e impor novo ritmo ao porto. Além disso, o projeto inclui a criação do Centro Empresarial Libra (CEL), que terá completa infraestrutura para concentração de todas as atividades administrativas do Grupo em Santos.