Segunda-feira, 19 de março de 2018 - 11h07
Prosegur foca investimentos no segmento de cargas especiais
Companhia mostra rodotrem e anuncia que aplicará R$ 10 milhões para a ampliar em 60% sua frota em 2018

A Prosegur levou para a feira Intermodal o rodotrem Mercedes-Benz 2644 Axor, caminhão empregado no transporte de mercadorias de alto valor agregado. O veículo de grande porte é composto por um cavalo-mecânico blindado, equipado com tecnologia de segurança embarcada. O ativo permite o engate de duas carretas, proporcionando 55 toneladas de capacidade de carga em diferentes configurações. Entre os itens movimentados estão medicamentos, celulares, eletroeletrônicos e cigarros.

O diretor Comercial e de Estratégia da Prosegur Cash – divisão responsável pelos serviços de logística de valores e gestão de numerário –, Sérgio França, explica que a companhia busca estar sempre alinhada às necessidades dos clientes, independentemente da área de atuação. “Para isso, investimos em tecnologias que facilitem o transporte de valores e que permitam carregar diferentes tipos de carga. Esse esforço pode ser percebido no rodotrem MB 2644 AXOR, maior veículo da América Latina para o transporte de cargas especiais, que faz parte agora da frota da companhia.”

Divulgação

A Prosegur aproveitou o evento e também divulgou seu plano de investimento. Para seguir atendendo às demandas do mercado, serão aplicados R$ 10 milhões no segmento de transporte de cargas especiais em 2018. A meta é ampliar a frota com a aquisição de veículos, novos equipamentos, ferramentas e sistemas para a gestão do serviço. Apenas a frota dedicada à operação de cargas especiais deve crescer cerca de 60%.

França diz que a companhia começou a atuar no segmento de cargas especiais em 2011 e, desde então, esse mercado cresceu muito e a tendência é que a demanda continue em uma linha ascendente. “Assim, estamos investindo para continuar atendendo os clientes da melhor forma e seguir com sinistralidade zero”, diz. Para o final de 2018, devido às ações divulgadas, a meta é crescer 54% na receita desse segmento.

Outra novidade divulgada durante a feira foi a ampliação das operações de cargas fracionadas, responsável pela coleta e entrega de volumes menores. O conceito será levado para as bases localizadas nas principais capitais do Brasil, oferecendo uma nova alternativa de transporte aos clientes. Para esse serviço, será utilizada a frota de carros-fortes, composta por 1.600 veículos, ideal para cargas de pequeno porte.