Quarta-feira, 21 de março de 2018 - 10h56
Celog da FGV firma acordo inédito com o CSCMP
Entidade internacional já mantém parcerias com instituições de ensino em outros países

O Centro de Excelência em Logística e Supply Chain (Celog) da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV-Eaesp) e o Council of Supply Chain Management Professionals (CSCMP) estabeleceram um acordo focado no desenvolvimento do mercado logístico brasileiro.

A princípio, ele será composto pelo tripé associação, eventos e pesquisas. Na primeira vertente, alunos do mestrado profissional em Gestão para Competitividade com ênfase em Supply Chain e pesquisadores do Celog se tornarão associados do CSCMP e terão acesso aos seus conteúdos educacionais, palestras e networking.

Na segunda vertente, será realizado um ciclo de eventos chamado Diálogos de Supply Chain ao longo deste ano, com o objetivo de proporcionar a disseminação, por meio de apresentações e debates, de tendências, informações e análises do setor, com a participação de grandes nomes nacionais e internacionais. A programação dos eventos pode ser conferida em nossa agenda.

Por fim, em sua terceira vertente, o acordo prevê o apoio às pesquisas do Celog. “O centro tem como função produzir e disseminar conhecimento integrando teoria, pesquisa e prática. A união com o CSCMP, que é uma instituição renomada e conhecida internacionalmente, reforça a importância dos profissionais dessa área na gestão das empresas e pode tornar o Brasil um grande polo profissional, com pessoas altamente qualificadas”, explica a coordenadora do Celog, Priscila de Souza Miguel.

“Essa é a nossa primeira parceria educacional no país”, destaca Marcelo Schmitt, presidente do CSCMP no Brasil. “Além das palestras e debates de temas relevantes, nosso foco é trabalhar em conjunto com o Celog da FGV na elaboração de pesquisas, uma carência que o Brasil apresenta nesse segmento, e onde o CSCMP tem vasta experiência. Aumentaremos a base de associados e criaremos uma sólida etapa na nossa retomada de atividades no Brasil, iniciada em 2017. E vamos oferecer, com nossa presença local, o valor que nossos associados já usufruem internacionalmente”, completa.