Segunda-feira, 27 de agosto de 2018 - 12h02
Vendas da Mercedes para a África e o Oriente Médio devem crescer 40% em 2018
No ano passado a montadora exportou um total de 8 mil caminhões, tendo a América Latina como seu maior mercado

A Mercedes-Benz do Brasil prevê exportar 350 caminhões Atego e Accelo para a África e o Oriente Médio até o final deste ano. O número representa um crescimento de 40% nas vendas da montadora – já bastante consolidada na América Latina – para essas regiões na comparação com o total exportado em 2017, quando foram enviados 260 veículos.

“Nossas exportações totais de caminhões tiveram um crescimento superior a 120% nos últimos quatro anos, saltando de mais de 3.600 unidades em 2014 para cerca de 8 mil unidades em 2017”, comenta Roberto Leoncini, vice-presidente de Vendas, Marketing e Peças e Serviços para Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil.

De acordo com o executivo, os caminhões já saem do país customizados para atender às demandas específicas de cada mercado comprador. Na África e no Oriente Médio, os atributos de força, robustez e resistência do Atego e do Accelo fazem com que os veículos obtenham grande aprovação em aplicações mais severas.

Divulgação
Divulgação

“Eles operam com eficiência e produtividade tanto nas cidades e estradas como em condições adversas, como vias não pavimentadas, desertos, temperaturas elevadas e topografia irregular, muito comuns naquela região”, afirma Leoncini. “Além de reconhecer a qualidade dos produtos, os clientes locais dão muito valor à confiabilidade da marca e ao suporte de atendimento e assistência técnica que a Mercedes-Benz oferece em qualquer lugar do mundo, em parceria com os concessionários e os escritórios regionais da Daimler Trucks.”

As mudanças feitas para atender às solicitações específicas dos clientes e as legislações de cada país estão sob a coordenação do Centro de Customização para Clientes (CTT, sigla para Custom Tailored Trucks), com o envolvimento de profissionais das áreas de Engenharia, Produção, Vendas, Marketing, Controlling e Peças e Serviços.

Dessa maneira foram criadas, por exemplo, soluções como a aplicação de pneus largos super single 365/85 no Atego 1725 4x4, a fim de aumentar a eficiência nas operações fora de estrada no deserto, e foram produzidos caminhões com escape vertical, iluminação externa de emergência no teto da cabine, entre-eixos mais curtos, dispositivo de proteção frontal e painel de instrumentos com idioma árabe.