Segunda-feira, 27 de agosto de 2018 - 15h11
Tecon Rio Grande investe em software para gestão de ativos e manutenção
Terminal foi o primeiro do Brasil a utilizar o sistema

O Tecon Rio Grande, terminal de contêineres do Grupo Wilson Sons localizado no Porto do Rio Grande (RS), passou a utilizar o software Sigga, destinado às atividades de gestão de ativos e manutenção. A iniciativa faz parte do Projeto Eficiência da Manutenção (PEM) e contou com investimentos de R$ 865 mil.

O PEM é desenvolvido há sete anos e faz parte do processo de melhoria contínua do terminal. Integrado ao sistema SAP, o Sigga permite gerar ordens de manutenção, reserva de materiais e apontamento da mão de obra por meio de um dispositivo móvel e em tempo real. O Tecon Rio Grande foi o primeiro terminal portuário do Brasil a implantar o software.

O projeto levou dois anos e incluiu etapas de benchmarking, planejamento, cotação de suprimentos, instalação, configuração, treinamento, testes e lançamento. Como resultado da utilização do Sigga, o terminal apresentou melhorias nos indicadores de desempenho de manutenção, redução de backlog, diminuição dos números de intervenções emergenciais, aumento do controle de materiais e adequação das equipes de manutenção.

De acordo com Romildo Bondan, diretor de Operações do Tecon Rio Grande, a tecnologia viabiliza, entre outras coisas, mensurar com maior precisão a taxa de ocupação da mão de obra. “O Sigga possibilita adequar e reestruturar os turnos de trabalho com base em dados do sistema, além de aumentar o engajamento da força de trabalho a partir de indicadores de performance e melhorar a eficiência”, explica.

Devido ao sucesso da utilização do Sigga no terminal de contêineres rio-grandense, a Wilson Sons decidiu adotar o software também no Tecon Salvador, situado no porto da capital baiana.