Terça-feira, 23 de abril de 2019 - 10h18
Santos Brasil investirá R$ 150 milhões na ampliação do cais
Melhoria permitirá que até três navios New Panamax atraquem simultaneamente

A Santos Brasil anunciou ontem, 22 de abril, que assinou um contrato junto à construtora Axxo para a realização das obras de ampliação do cais do Tecon Santos, terminal de contêineres localizado na margem esquerda do Porto de Santos (SP).

A obra, com investimento previsto de R$ 150 milhões e duração de 18 meses, é mais uma etapa do projeto de modernização e expansão do Tecon Santos e ampliará em 220 metros o cais acostável do terminal, totalizando 1.510 m. Com isso, a Santos Brasil passará a ter capacidade para receber simultaneamente até três navios New Panamax no local, que ficará com 1.200 m de cais, e mais um navio no Terminal de Veículos (TEV), que permanecerá com 310 m de cais.

De acordo com o presidente da Santos Brasil, Antonio Carlos Sepúlveda, o projeto está sintonizado com a logística do futuro, que exige ganhos de escala e altíssima produtividade. “Com os novos investimentos, o Tecon Santos, que já é uma referência na movimentação de contêineres, trará ainda mais competitividade ao comércio exterior brasileiro”, diz.

A previsão da companhia é investir aproximadamente R$ 300 milhões no terminal entre 2018 e 2019. Além dos R$ 150 milhões divulgados ontem para as obras do cais, até o final do ano serão investidos cerca de R$ 10 milhões em tecnologia da informação e R$ 40 milhões em outros serviços de cais.

Vale lembrar que o projeto total de modernização do Tecon Santos prevê investimentos de R$ 1,3 bilhão. A meta com as ações é aumentar a eficiência operacional e energética, a velocidade e o fluxo da operação e ampliar em ao menos 20% a capacidade de movimentação do terminal, de 2 milhões de TEUs para 2,4 milhões de TEUs ao ano.

O atual ciclo de investimentos na modernização e ampliação do Tecon Santos começou em 2018, com uma primeira fase de aquisições de equipamentos, num total de R$ 100 milhões. Ao todo, foram agregados à operação dois guindastes de cais ship-to-shore (STS), 30 reboques e 30 terminal tractors para a movimentação de cargas no pátio, equipamentos com capacidade para 65 toneladas, podendo transportar até dois contêineres de 20 pés cheios.