Sexta-feira, 21 de junho de 2019 - 8h00
MRS adota calculadora de análise de emissão de CO2
Ferramenta faz um cálculo específico com base nas características de cada operação

A MRS Logística desenvolveu uma calculadora de CO2, recurso que contribuirá para a análise da emissão de gases do efeito estufa na atmosfera por parte dos empresários da Região Sudeste que exportam os seus produtos ou que transportam suas cargas pelos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.

Segundo o assistente da área de Meio Ambiente da MRS e idealizador do projeto, Milton Brovini, a ferramenta desenvolvida pela companhia é bastante simples e prática. “Ela faz um cálculo específico da redução de emissões de dióxido de carbono com base em características específicas de cada transporte: origem, destino, distância rodoviária da origem até o ponto de carregamento ou descarregamento mais próximo, capacidade do veículo e tipo de carga. Os resultados podem então ser usados para definir metas, orientar tomadas de decisões sustentáveis, reduzir custos e permitir que as empresas compensem as emissões de suas atividades de transporte.”

Para o gerente de Meio Ambiente da MRS, Fabio Morelli, à medida que surgirem apelos cada vez maiores para que as indústrias adotem ações mais concretas para reduzir as emissões de dióxido de carbono, mais e mais empresas perceberão a necessidade de migrar as suas cargas para a ferrovia, tendo em vista que a redução pode ultrapassar a marca dos 70% e de forma imediata, simplesmente por meio da mudança do modal utilizado.

Algumas companhias que utilizam o modal ferroviário já mensuram suas emissões e computaram redução. É o caso da Suzano. A empresa transporta sua carga por 152 km, entre Jacareí (SP) e Santos (SP), e estima que emitiria, considerando o modal rodoviário, 434 toneladas de CO2 por mês. Já no transporte ferroviário, a empresa emite 140 t de CO2 mensalmente. Isso representa um total de 294 t de CO2 que seriam emitidos na atmosfera e que foram evitados. Na comparação entre os modais, a redução é de 67%.

“Na Suzano, a sustentabilidade é um norteador de nossas ações. Nós buscamos sempre desenvolver iniciativas em prol do meio ambiente e das regiões onde estamos presentes. Em parceria com a MRS, temos atingido ótimos resultados nesse sentido”, afirma o gerente de Logística, Thiago Pereira.