Segunda-feira, 24 de junho de 2019 - 12h04
Emergent Cold investe na América Latina com nova unidade no Peru
Operador logístico contará com estrutura dedicada à armazenagem e industrialização de frutas

O operador logístico da cadeia do frio Emergent Cold anunciou investimentos para iniciar suas operações no mercado latino-americano. A companhia vai passar a contar com uma nova unidade localizada na cidade de Piura, no Peru, com previsão de inauguração no início do ano que vem. A novidade é o ponto de partida da estratégia da companhia para estabelecer suas operações não só no país, mas na América Latina.

A unidade peruana contará com 15.300 m² e 15 docas e será dedicada não somente à armazenagem de mangas, abacates e blueberries, mas também ao serviço de industrialização, produzindo frutas congeladas. De acordo com a própria Emergent, a nova estrutura vai incorporar as mais modernas tecnologias em processamento IQF (individually quick frozen) para fornecer qualidade de classe mundial, rendimento e segurança alimentar aos clientes.

Projeção da unidade de Piura. Crédito: divulgação
Projeção da unidade de Piura. Crédito: divulgação

Devido à sua localização, perto do Porto de Paita, o maior porto de contêineres refrigerados do Peru, a instalação de Piura fornecerá serviços de importação e exportação, além de realizar o transporte e a distribuição para o mercado interno peruano. “Vamos implementar nossas duas estratégias principais na América Latina: apoiar globalmente nossos clientes que importam e exportam na região e criar soluções nacionais de logística integrada para os principais mercados”, destaca Neal Rider, CEO global da Emergent Cold.

“Com esse investimento, a Emergent acrescenta as exportações de frutas do Peru à sua crescente rede de serviços globais e traz sua experiência e soluções inovadoras para os clientes no Peru”, diz David Palfenier, presidente da companhia para a América Latina.

Com a nova unidade, a Emergent passará a contar com presença em cinco países: Austrália, Nova Zelândia, Vietnam, Sri Lanka e Peru. Fundada em 2017, a companhia vem crescendo por meio de uma combinação de aquisições e do desenvolvimento de negócios em novos mercados, como é o caso do Peru, em que todo o investimento será realizado com capital próprio.