Sexta-feira, 5 de julho de 2019 - 11h02
Programa de Logística Verde Brasil lança guia de boas práticas para o transporte
Iniciativa reúne 28 empresas de diversos segmentos com apoio da UFRJ e do Cefet

O Programa de Logística Verde Brasil (PLVB), iniciativa que reúne 28 empresas de diversos segmentos com apoio de acadêmicos da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefet-RJ) para o aprimoramento da eficiência e a implementação de medidas socioambientais na logística, lança o Guia de Excelência em Sustentabilidade: Boas Práticas para o Transporte de Carga.

O documento lançado agora apresenta resultados de 16 cases de aplicação de boas práticas por 24 empresas membros do programa. Os projetos foram implementados em atividades ligadas à cadeia logística e de transporte, contribuindo para a redução de até 30% das emissões de gases de efeito estufa, além de trazer ganho de eficiência operacional e redução de custos.

“Após três anos de criação do PLVB, conseguimos resultados práticos que comprovam que é possível à iniciativa privada alcançar eficiência na operação logística e, ainda, estabelecer processos mais sustentáveis. E isso não impacta seus custos operacionais. Na maior parte das vezes, a adoção de boas práticas ajuda a minimizar os gastos”, afirma o coordenador Técnico do PLVB, Márcio D’Agosto.

O executivo diz que em função de suas especificidades, apenas seis boas práticas estabelecidas no guia ainda não foram utilizadas pelas empresas, situação que tende a evoluir à medida que mais empresas se juntem ao programa e novos desafios e experiências sejam compartilhados pelo grupo.

O guia publicado pelo PLVB também aponta as práticas adotadas com mais frequência pelas empresas para a obtenção de melhora de processos ligados ao setor de transporte, independente dos gargalos logísticos e problemas de infraestrutura. Dentre estas condutas previstas no programa, estão renovação e modernização da frota, utilização de sistemas de informação para rastreamento e acompanhamento de frota, além de treinamento de motoristas com foco no eco-driving.

Outro destaque do documento são informações que apontam como cada boa prática pode impactar positivamente na redução de emissão de gases. Diminuição de até 20% pode ser obtida por meio da otimização da ocupação do veículo e ganhos ainda maiores, de até 50%, podem ser alcançados com o uso de veículos com maior eficiência energética ou a realização de transferência do transporte de carga para modos mais limpos (transferência modal). A utilização de fontes de energia mais limpas, como etanol e eletricidade, pode reduzir a emissão de gases do efeito estufa e poluentes atmosféricos em até 90%.

Para a coordenadora Técnica do PLVB, Cíntia Machado, os resultados apresentados pelo Guia de Excelência em Sustentabilidade justificam, na prática, os benefícios que o PLVB traz para as empresas membro, bem como o seu alcance econômico, ambiental e social. “É a possibilidade para que mudemos em conjunto e de forma pioneira todo o cenário da logística e transporte no Brasil. As empresas que já se juntaram ao programa estão realmente em busca da eficiência e sustentabilidade”, pontua.

Iniciado em junho de 2016 com a participação de seis empresas, o PLVB conta hoje com 28 companhias, sendo 15 embarcadores e 13 transportadoras, o que representa um crescimento de 4,5 vezes em três anos. O documento lançado esse ano é a terceira publicação do programa de uma série anual de documentos que se iniciou em 2017 com o Guia de Referência em Sustentabilidade, passando pelo Manual de Aplicação em 2018, o Guia de Excelência em Sustentabilidade neste ano e, finalmente, a criação do Sistema de Credenciamento para o Selo Verde em Logística, em 2020.