Quinta-feira, 8 de agosto de 2019 - 9h59
Ynova adota novo modelo de negócios e inicia locação de ativos
Companhia fecha acordo com a Vamos e agrega dez VW 25.420 a fim de ampliar a disponibilidade e a produtividade dos ativos, reduzindo custos

A Ynova Logística e Serviços anuncia que fechou um acordo com o Grupo Vamos, umas das empresas que compõem a JSL e que atua no segmento de locação de equipamentos, e locou dez novos caminhões. Os veículos, modelo VW 25.420, chegam para renovar a frota e adotar um novo modelo de negócios na companhia que visa ampliar a disponibilidade dos ativos e sua produtividade ao mesmo tempo em que reduz os custos operacionais.

A iniciativa consistiu, ainda, na comercialização dos dez veículos ano 2014 anteriormente utilizados no operador logístico para uma das empresas da JSL. O contrato de locação tem duração de 60 meses. Hoje, a frota da Ynova totaliza 90 equipamentos, sendo 27 conjuntos completos, seis trucks e 57 carretas, que movimentam produtos dos segmentos siderúrgico, químico,  alimentício, da construção civil, higiene e limpeza e automotivo.

As perspectivas após adotar a locação são positivas. Segundo o sócio da companhia e diretor Comercial, Temer Saad, a meta é reduzir os custos de manutenção em 90%, que continuará a ser gerida pela Ynova e realizada na rede autorizada. Outros números demonstram o porquê investir no novo modelo de aquisição de ativos. “A disponibilidade dos veículos aumentará cerca de 30%”, diz.

O CEO da Ynova, Lauro Martins, explica que o negócio junto à Vamos surgiu após a companhia realizar estudos quanto aos custos operacionais. “Vimos que o custo de manutenção e a falta de disponibilidade dos veículos geravam redução na margem Ebitda, bem como incapacidade de gerar mais faturamento com os veículos”, aponta.

Com as análises concluídas, a estratégia de locar os ativos foi definida. “Entendemos que a locação para um giro rápido no resultado era o caminho. Acreditamos na parceria e, após análise nos resultados, pretendemos aumentar a demanda”, completa o gestor Financeiro da Ynova, Alan Reis.