Sexta-feira, 9 de agosto de 2019 - 12h40
Abol promove quinta edição de seu congresso anual
Evento reúne representantes das 31 empresas filiadas à associação

A Associação Brasileira de Operadores Logísticos (Abol) está promovendo o V Congresso Abol, no hotel Royal Palm Plaza, em Campinas (SP). O evento, que reúne representantes das 31 empresas filiadas à associação, teve início ontem, dia 8 de agosto.

Os 62 executivos presentes têm a oportunidade de acompanhar palestras e apresentações e participar de debates a respeito do setor. O presidente executivo da Abol, Cesar Meireles, deu início aos trabalhos detalhando a programação do congresso, que em seu primeiro dia contou com palestras dos economistas Eduardo Giannetti da Fonseca e Claudio Frischtak.

Ainda durante a abertura do evento, o presidente do Conselho Deliberativo da Abol, Luis Eduardo Chamadoiro, comemorou o crescimento da associação que, na ocasião do quarto congresso, que ocorreu no ano passado, contava com 27 empresas associadas. “Hoje nós representamos uma parcela ainda maior do mercado de operadores logísticos com 31 empresas. Temos como missão zelar por esse patrimônio e continua crescendo ainda mais”, destacou.

Em seguida, Fonseca falou a respeito da atual conjuntura econômica brasileira e das perspectivas para o futuro do país. De acordo com o economista, o Brasil passa por uma recessão mais complicada do outras vividas anteriormente, com a queda da economia seguida por uma estagnação, diferente de casos de casos em que existe uma recuperação cíclica. Fonseca, que defende um enxugamento da máquina pública, reforma da previdência é um alento em meio a essa crise, mas de maneira nenhuma pode ser vista como uma resolução por si só.

Frischtak encerrou as palestras da cerimônia de abertura falando sobre a falta de investimentos em infraestrutura no Brasil, o que afeta diretamente o setor logístico. Segundo ele, o país precisaria de pelo menos duas décadas investindo muito mais do que é investido hoje para atingir um patamar de infraestrutura satisfatório, e o grande desafio é ampliar a participação privada nesses investimentos.

O economista destacou, porém, que o atual Ministério da Infraestrutura vem fazendo um bom trabalho nesse sentido. “Temos excesso de demanda por investimentos e o mundo tem excesso de oferta de investimentos. Os pontos principais são aprimorar a legislação e fornecer mais segurança jurídica”, indicou Frischtak.

Mais tarde, Leandro Karnal ministrou palestra com conteúdo motivacional e hoje, dia 9 de agosto, Gil Giardelli falou sobre a quarta revolução industrial e a transformação digital e Yanis Cardoso Stoyannis palestrou a respeito do gerenciamento de riscos cibernéticos na era da inovação. O V Congresso Abol vai até amanhã, dia 8 de agosto, e é voltado exclusivamente às empresas filiadas à associação.