Sexta-feira, 13 de setembro de 2019 - 15h33
Casa Valduga adota modelo sustentável para a movimentação de produtos
Separadores plásticos substituem os de madeira no processo de embalagem, transporte e acondicionamento das garrafas de vidro

A CPL, companhia que atua no segmento de locação, higienização e gestão logística de separadores plásticos utilizados no transporte e acondicionamento de garrafas de vidro e latas de alumínio, fechou um acordo com a Casa Valduga, vinícola localizada na serra gaúcha que comercializa vinhos e espumantes. A meta com o contrato é implementar um modelo de negócio que siga rígidas normas de qualidade dentro de um padrão mundial de higiene e segurança alimentar.

Divulgação

O negócio estabelece o fornecimento de separadores plásticos que substituirão os tradicionais separadores de madeira, que são utilizados no processo de embalagem, transporte e acondicionamento das garrafas de vidro utilizadas pela vinícola para o envase. As garrafas, agora, passam a ser fornecidas exclusivamente para a Casa Valduga embaladas em forma de camadas sobre paletes e protegidas pelos separadores plásticos fornecidos pela CPL. Depois de utilizados, eles são coletados, selecionados, higienizados, inspecionados e finalmente devolvidos pela CPL para serem novamente reutilizados no processo de embalagem das garrafas.

“Estamos sempre atentos para evoluir nossos processos produtivos, do vinhedo até a casa de nosso consumidor e, ao implementar a padronização internacional no sistema de embalagens de nossas garrafas, agregamos melhorias em qualidade, higiene, produtividade e sustentabilidade”, afirma o diretor técnico da Casa Valduga, Daniel Dalla Valle.

Os separadores são produzidos a partir de polipropileno (PP), substância inerte e que possibilita a higienização por meio dos processos de limpeza desenvolvidos pela CPL, antes de sua posterior reutilização. Dessa maneira, o material pode entrar em contato com as bocas das garrafas, pois a higienização assegura um produto livre de contaminações. Além disso, os separadores plásticos são retornáveis e podem ser utilizados diversas vezes, reduzindo os descartes frequentes que ocorrem atualmente com os separadores de madeira.

Outro fator importante na utilização dos separadores plásticos é que são 100% recicláveis e, após expirar sua vida útil, são transformados novamente em matéria-prima para produção de novos separadores, mantendo a mesma qualidade de um produto produzido com a matéria-prima virgem.

Com mais de 30 anos de mercado na gestão de materiais de embalagem reutilizáveis, o Grupo Cartonplast é especializado na entrega, coleta, seleção e limpeza de separadores plásticos. No Brasil, o grupo multinacional alemão está presente por meio de sua subsidiária, a CPL.

“Buscamos parcerias duradouras com empresas que estejam sempre na vanguarda da tecnologia e enxergamos nesta parceria com a Casa Valduga uma grande oportunidade de melhoria de qualidade, tanto em termos de higiene e segurança alimentar, como também no quesito sustentabilidade”, diz o diretor geral da CPL no Brasil, Elcio de Moura.