Quinta-feira, 19 de setembro de 2019 - 10h59
Porto do Açu será dotado de projetos sustentáveis de energia e gás
Local terá complexo termelétrico com capacidade nominal de 1,3 GW e terminal de gás natural liquefeito

A EIG Global Energy Partners, acionista controlador da Prumo Logística, anuncia novas iniciativas que serão realizadas no complexo portuário do Açu, empreendimento localizado em São João da Barra (RJ). Entre elas, a Gás Natural Açu, uma joint venture entre a Prumo, a BP e a Siemens para o desenvolvimento e operação de projetos sustentáveis de energia e gás, cumpriu com as condições precedentes para o crédito do financiamento de US$ 750 milhões anunciado anteriormente, liderado pela IFC, KfW e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A GNA utilizará os recursos para a finalização da 1ª fase do complexo termelétrico, com 1,3 gigawatts (GW) de capacidade, e do terminal de gás natural liquefeito (GNL).

Adicionalmente, o desenvolvimento da 2ª fase deste complexo, que contempla uma nova planta termelétrica de 1,7 GW, conhecida como GNA II, já está em andamento e os contratos de energia foram garantidos. Após a conclusão, a GNA I e a GNA II terão capacidade instalada de 3GW – suficiente para fornecer energia para até 14 milhões de residências.

Divulgação

A GNA tem uma capacidade total licenciada de 6,4 GW e registrou novos projetos no próximo leilão de energia A-6. A GNA I e o terminal de importação de GNL deverão iniciar o seu comissionamento até março de 2020. Além disso, a GNA está desenvolvendo gasodutos offshore, unidade de processamento de gás e terminal de exportação de líquidos para o gás do pré-sal, além de gasodutos onshore para conexão do Açu à malha existente. O investimento total da GNA para o desenvolvimento das duas primeiras fases do complexo está previsto em mais de US$ 2 bilhões.

Desenvolvimento

 O Açu também divulga que incluiu um hub de petróleo, estrategicamente importante para a exportação de petróleo do pré-sal, além de processamento, blending e armazenagem. A Açu Petróleo, um acordo da Prumo com a OilTanking, atraiu empresas globais líderes de petróleo e gás, incluindo Shell, Petrobras, Galp e Equinor como clientes de seu terminal de transbordo de petróleo altamente eficiente. O terminal privado tem capacidade licenciada de 1,2 milhão de barris por dia e capacidade de receber navios Very Large Crude Carrier (VLCC). Os projetos de expansão da empresa incluem oleodutos conectados à rede e parque com capacidade para 5,5 milhões de barris para armazenamento e tratamento de óleo para atender ao crescente volume de exportações.

O CEO da EIG e presidente do Conselho de Administração da Prumo, Blair Thomas,  diz o ritmo de desenvolvimento da Prumo continua acelerado, demonstrado por seus fortes resultados operacionais. “Como acionista controladora da Prumo, a EIG está satisfeita com o sucesso dos recentes desenvolvimentos estratégicos e parcerias comerciais da empresa, e estamos comprometidos em continuar a ter uma participação de destaque na sua expansão dinâmica.”