Quarta-feira, 6 de novembro de 2019 - 10h42
Cummins demonstra caminhão movido a energias sustentáveis
Veículo pode ser aplicado no transporte regional, entregas urbanas, transporte portuário e movimentação de contêineres

A Cummins apresenta ao mercado um caminhão pesado com célula de combustível a hidrogênio e bateria elétrica. A estratégia da companhia é fornecer aos clientes um portfólio diverso de opções de energia, com veículos movidos a diesel, gás natural, híbridos com soluções de bateria de célula de combustível, elétrica e a hidrogênio.

“O desenvolvimento desse caminhão de célula de combustível a hidrogênio como um demonstrador de tecnologia é um passo importante para obter informações valiosas. Nosso objetivo é continuar aperfeiçoando as soluções certas para o mercado e nos prepararmos para os próximos 100 anos”, conta o vice-presidente de Estratégia Corporativa da Cummins, Thad Ewald.

Ainda de acordo com o executivo, a longo prazo os clientes que a empresa atende provavelmente precisarão de mais diversidade de energia, dependendo de seus mercados e aplicações. “Estamos em uma posição única para ajudar nossos clientes a selecionar a solução certa para suas necessidades. Temos profunda experiência tecnológica, uma rede global de serviços e isso significa que somos capazes de ajudá-los a fazer a transição de uma tecnologia para outra no melhor momento para seus negócios.”

Divulgação

O caminhão da Cummins com emissões zero, um Classe 8, é um protótipo de tecnologia empregado em aplicações profissionais, incluindo transporte regional, operações de entrega urbana, transporte portuário e movimentação de contêineres em terminais. Ele foi desenvolvido e fabricado pela Cummins em Columbus, Indiana, nos Estados Unidos, e inclui o uso de células de combustível da Hydrogenics, empresa recém-adquirida pela Cummins. O caminhão foi projetado para receber células de combustível de 90 kW e possui capacidade de bateria de íons de lítio de 100 kWh.

O veículo tem autonomia entre 250 a 400 quilômetros. É importante ressaltar, porém, que esse alcance pode ser estendido com tanques de hidrogênio adicionais, aumentando a pressão de armazenamento do tanque ou instalando células de combustível adicionais para otimizar o gerenciamento do fator de carga do veículo. Muitos dos componentes críticos do trem de força, incluindo a célula de combustível, o controlador do sistema e os controles do trem de força foram projetados e desenvolvidos pela Cummins.

A companhia fez vários anúncios recentes sobre células de combustível, como a aquisição da Hydrogenics, um memorando de entendimento com a Hyundai Motor Company para colaborar na tecnologia de células de combustível de hidrogênio nos mercados comerciais da América do Norte e um investimento na Loop Energy, um fornecedor de extensores de alcance elétrico para células de combustível.