Terça-feira, 14 de janeiro de 2020 - 12h07
Mix Telematics se reestrutura e cria duas unidades de negócio
Com a novidade, estratégias comerciais da companhia passam a ser mais focadas

A Mix Telematics, que atua no mercado de gestão de frotas, segurança do motorista e soluções de rastreamento de veículos, adotou uma nova estratégia comercial, que levou a companhia a dividir suas atividades em duas unidades de negócio, uma com foco no mercado de logística e projetos especiais e outra no transporte de passageiros.

A primeira delas está direcionada a frotas de logística, distribuição, agricultura e frotas leves. A Mix Telematics investiu em uma estrutura de customer success e de pós e pré-venda especializada nesses segmentos.

“Ao oferecermos soluções avançadas de telemetria, trazemos resultados significativos em diversas áreas, como segurança, redução de consumo de combustível, redução de custos de manutenção, jornada de trabalho, integração com os sistemas de transporte, logística, ERP, gestão de colheita de cana, rotograma falado, monitoramento de produção e temperatura de cargas, entre outras soluções”, diz Daniela Signoretti, diretora da unidade de Logistica e Projetos Especiais.

A outra unidade de negócio, por sua vez, oferece um atendimento especializado para empresas de transporte de passageiros. “Contamos com um time experiente no mercado, disponibilizando aos nossos clientes e parceiros uma estrutura de key account, customer success e pós e pré-vendas com conhecimento no negócio. Além disso, estaremos com nossa diretoria dedicada ao desenvolvimento de parcerias estratégicas com as melhores empresas do setor e atendimento a todo o ecossistema do transporte de passageiros em todos os segmentos”, explica Bruno dos Santos, diretor da unidade.

Ele destaca que dessa forma é possível oferecer um serviço de telemetria muito mais completo no que tange a serviços, abordando segurança, redução de consumo de combustível, redução de custos de manutenção, treinamentos, gestão da jornada de trabalho, gestão de passageiros, integração com sistemas de transporte, validadores, imagens, logística urbana e ERP. “Tudo isso aplicável a todo tipo de operação: transporte urbano, rodoviário, fretamento e escolar”, completa.