Terça-feira, 28 de janeiro de 2020 - 11h16
Bomesp lança sistema de rastreabilidade Niolog
Plataforma promete reduzir índice de reentregas, gerar controle da jornada de trabalho e garantir entrega para o endereço e o destinatário corretos

A Bolsa de Moedas Virtuais Empresariais de São Paulo (Bomesp) lança o Niolog, sistema de rastreabilidade que funciona em uma sidechain – uma blockchain que valida dados de outras blockchains a fim de garantir rapidez e segurança nos negócios. Entre as vantagens destacadas com a utilização do lançamento estão a redução no índice de reentregas, mais controle da jornada de trabalho, ausência de papeis e a garantia de entrega para o endereço e o destinatário corretos.

O diretor executivo do Niolog, Vinicius Hernandes, explica que na plataforma é possível ter a rastreabilidade de todo o fluxo produtivo, incluindo laudos, temperatura, data, hora e localização de cada etapa. “Tudo fica registrado na sidechain, o que garante imutabilidade das informações e logística reversa mais eficiente, além de minimizar os impactos de erros humanos e permitir que as informações sejam armazenadas praticamente de modo instantâneo”, diz.

O sistema também permite a inclusão da posição GPS, data e hora de forma automática, livre de manipulações, além de aceitar assinaturas digitais e fotografias. Já os produtos movimentados e gerenciados pela solução trazem histórico de variação de temperatura, de trajeto e quanto tempo eles ficaram armazenados, enquanto as entregas não realizadas têm registros de tentativas malsucedidas.

De acordo com o CEO da Bomesp, Fernando Barrueco, o Niolog traz diferenciais competitivos para o empresário uma vez que se ganha na transparência e segurança do registro dos processos, com a vantagem de se ter um excelente custo por transação. Ainda segundo Barrueco, o sistema pode ser utilizado por pequenas, médias e grandes empresas, já que os planos têm valor acessível, a partir de R$ 300. “Entendemos que as organizações precisam de soluções logísticas mais eficientes, por isso fizemos essa aposta. Consideramos algo promissor e esperamos faturar no primeiro ano em torno de R$ 1 milhão”, divulga.

O Niolog pode ser acessado pelo site do sistema ou via aplicativo. No caso dos consumidores, o acesso ao relatório do fluxo de entrega será por meio de QR CODE. Basta fotografar o código para ser direcionado a uma landing page com todos as informações.