Quinta-feira, 26 de março de 2020 - 10h16
EcoRodovias reforça medidas de proteção aos caminhoneiros
Objetivo é garantir a saúde dos profissionais que passam diariamente pelas estradas

Como parte das ações que vêm sendo tomadas para garantir o abastecimento de produtos essenciais à população durante a crise causada pelo coronavírus, o Grupo EcoRodovias, que administra dez concessões rodoviárias, que somam aproximadamente 3.156 quilômetros de extensão em sete estados, nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país, adotou uma série de medidas de proteção aos usuários das estradas.

Dentre elas estão a suspensão da pesagem de caminhões nas rodovias federais por 90 dias, diminuindo o tempo do caminheiro na rodovia, e a entrega de kits de máscaras e álcool em gel nos pontos de apoio, sujeitos a disponibilidade. Além disso, haverá postos de atendimento aos caminhoneiros e aos usuários das rodovias para reforçar medidas de prevenção, bem como a tomada de temperatura das pessoas, identificando assim sintomas relacionados à Covid-19.

As rodovias contarão com comunicação e informação constantes: mensagens em painéis eletrônicos com dicas de prevenção, bem como cartazes em cabines de pedágio para informar sobre a necessidade de utilização do álcool em gel toda vez que houver manipulação de dinheiro.

A companhia recomenda o pagamento por aproximação, no qual o usuário não precisa ter qualquer contato com objetos externos. Para casos em que o pagamento ainda precise ser realizado com dinheiro, além de soluções como vasilhas para coletar o pagamento (sem contato físico entre as pessoas) e cabines blindadas em algumas rodovias, todos os arrecadadores foram treinados e adotam um rígido protocolo de higienização constante das mãos, limpeza e acondicionamento dos postos de trabalho para mitigar o risco de contaminação pelo coronavírus, além de contarem com trocas de escalas e aumentos de intervalos de higienização frequentes para diminuir a exposição destes profissionais.

A EcoRodovias também estimula a utilização das pistas automáticas (já usadas por cerca de 60% dos usuários), nas quais a cobrança se dá por meio da leitura de tags. Para isso, o Grupo está fechando parcerias com administradoras de meios de pagamento nas quais, para os usuários que tiverem interesse, será possível retirar tags eletrônicos, sem pagamento de mensalidade, por tempo determinado.