Quinta-feira, 26 de março de 2020 - 10h34
Goodyear realiza testes para avaliar a produção de pneus conectados
Ativos se comunicam com o veículo e com a estrada e medem as características de condução do veículo

A Goodyear realizou um estudo de campo, num total de 3 milhões de quilômetros rodados em estradas, utilizando pneus conectados. Equipados com sensores embutidos, os ativos se comunicam com o veículo e com a estrada e medem as características de condução com o objetivo de melhorar o potencial de desempenho e a dirigibilidade do veículo.

Os estudos iniciais mostraram que os pneus conectados podem reduzir a distância das frenagens, tanto em pneus novos como em usados, em até 30%. Com a evolução dos veículos para elétricos ou autônomos, a novidade deve proporcionar uma redução ainda maior, pois haverá uma comunicação entre o veículo e o composto.

O sistema mede e registra constantemente as informações dos pneus, que são combinadas com outros dados dos veículos e conectadas aos algoritmos da Goodyear. Tudo isso utilizando o sistema de nuvens. Entre os parâmetros medidos em tempo real estão o desgaste, a carga, a pressão e a temperatura do pneu, além das condições da superfície da estrada, permitindo que o veículo se ajuste e encontre uma resposta a essas medições para otimizar seu desempenho.

“Pense em um motorista conduzindo um veículo em uma estrada escorregadia e sinuosa, com temperaturas baixas. O condutor ajusta os comandos, diminuindo a velocidade, acionando os freios ou evitando fazer movimentos bruscos do volante”, explica o diretor de Tecnologia da Goodyear, Chris Helsel. Ele continua e questiona o que aconteceria se ninguém estivesse atrás do volante. Segundo ele, o pneu acaba sendo a única parte que toca o chão e que pode comunicar as informações cruciais ao veículo, melhorando, assim, a direção, a segurança e o desempenho.

Os pneus conectados ainda não estão disponíveis para o mercado, mas testes continuam sendo realizados com pneus de montadoras, em startups a fim de criar soluções personalizadas.