Segunda-feira, 30 de março de 2020 - 11h33
DSV e Panalpina integram seus sistemas de comércio exterior
Operação envolveu a união de sistemas de desembaraço aduaneiro das companhias, que agora atendem pelo nome DSV Brasil

A DSV e a Panalpina concluíram recentemente uma operação que, de acordo com as próprias companhias, trata-se de um dos maiores cases de integração entre sistemas de desembaraço aduaneiro do comércio exterior brasileiro. O processo faz parte da fusão em uma só companhia, denominada DSV Brasil, que teve início em agosto de 2019,  seguindo as diretrizes das matrizes globais.

O software e.Mix Follow Net, da DSV, e o sistema de desembaraço aduaneiro da Panalpina foram integrados, o que demandou a unificação de um grande volume de processos. Os algoritmos foram desenvolvidos ao longo de semanas e, para não impactar as operações em curso, a execução foi realizada no período do Carnaval, com a equipe se revezando para garantir a data acordada de conclusão.

A integração demandou uma equipe de dez profissionais envolvidos nas áreas técnicas, funcionais e de qualidade, mais de 515 horas de trabalho dedicado e infraestrutura redundante em paralelo, como suporte à operação de integração. Mais de 720 mil processos foram unificados e mais de 2,1 milhões de arquivos integrados.

“A unificação foi um sucesso absoluto, ainda mais considerando o tamanho do desafio e o prazo que tínhamos para a conclusão”, afirma o diretor geral da DSV Brasil, Gustavo Silva.

“Agradecemos a todos os envolvidos na DSV e na e.Mix, que se dedicaram verdadeiramente, de corpo e alma, para o sucesso desse projeto. Tivemos o prazer de participar ativamente desse processo e estamos honrados pela continuidade dessa parceria de tantos anos, orgulhosos dos resultados e prontos para seguirmos juntos à DSV nessa nova etapa”, destaca o diretor Comercial da e.Mix, Marcio Rodrigues.