Sexta-feira, 22 de maio de 2020 - 10h54
Thyssenkrupp assina contrato para aquisição do estaleiro Oceana
Acordo cria base inicial para a construção de fragatas para a Marinha do Brasil

A Thyssenkrupp Marine Systems, companhia naval sediada em Kiel, na Alemanha, assinou um contrato para adquirir o estaleiro Oceana, localizado em Itajaí (SC), da empresa Aliança, pertencente ao Grupo CBO, que atua no afretamento de embarcações para suporte à indústria de óleo e gás no Brasil e no exterior e tem como acionistas o Pátria Investimentos, a Vinci Partners e o BNDESPar.

O acordo cria a base inicial para a construção das fragatas da classe Tamandaré para a Marinha do Brasil, bem como para um maior crescimento da Thyssenkrupp no país. A operação está sujeita à aprovação das autoridades antitruste e à entrada em vigor oficial do contrato das fragatas, previsto para meados de 2020. A aquisição será, então, executada por meio da subsidiária brasileira Thyssenkrupp Marine Systems do Brasil. Os valores envolvidos na transação não foram divulgados.

“Mesmo em tempos difíceis como estes, seguimos com determinação e permanecemos fortemente ao lado dos nossos clientes. Com o Oceana, temos uma excelente infraestrutura para a construção da fragata mais moderna do país para a Marinha do Brasil. A aquisição destaca nosso compromisso com o Brasil e será um fator econômico importante, especialmente nos dias de hoje. O estaleiro também nos oferece a perspectiva de assumirmos encomendas de outros clientes, não só localmente, mas também em outros países da América do Sul”, afirma Rolf Wirtz, CEO da Thyssenkrupp.

O estaleiro Oceana foi criado em 2013 para a produção de navios de apoio offshore de alta qualidade e tecnologia e é ideal para projetos de grande dimensão. Nos próximos dois anos, serão recrutados 800 trabalhadores locais apenas para o projeto da classe Tamandaré. Isso significa que podem ser construídos no Brasil navios de alto valor agregado nacional. A entrega dos navios está prevista para o período entre 2025 e 2028.