Terça-feira, 2 de junho de 2020 - 11h33
Porto de Santos anuncia novo diretor de Administração e Finanças
Marcus Mingoni possui ampla experiência em gestão estratégica
Divulgação

A Santos Port Authority (SPA) conta com um novo diretor de Administração e Finanças. Marcus dos Santos Mingoni foi eleito pelo Conselho de Administração (Consad) da  companhia que administra o Porto de Santos (SP) no dia 29 de maio.

O executivo tem ampla experiência em gestão estratégica nas áreas Financeira e Administrativa em companhias de capital aberto, tendo coordenado também a área de Relação com Investidores e liderado operações de compra e venda de empresas (M&A, sigla para merges and aquisitions).

Entre os cargos que ocupou, foi vice-presidente financeiro do Grupo Saraiva e CFO do Grupo SEB Educação. Possui experiência em comandar grandes projetos e equipes multidisciplinares. Liderou iniciativas importantes de melhoria de eficiência operacional, renegociação de contratos e revisão de processos, além de ter encabeçado o processo de venda da divisão editorial da Saraiva.

Mingoni é graduado em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas (FGV) e tem MBA Executivo em Finanças pelo Insper, além de cursos de especialização em Gestão e Liderança pela FGV, CFO Estrategista pelo Insper e Finanças Corporativas pela Fundação Dom Cabral (FDC).

O executivo recebeu o convite para atuar como diretor de Administração e Finanças do presidente da SPA, Fernando Biral, que até então acumulava o cargo com o comando do Porto de Santos. Mingoni terá como missão continuar e potencializar a virada administrativo-financeira em busca de tornar a companhia cada vez mais sustentável.

“A área Financeira tem papel fundamental em estabelecer parcerias e influenciar as áreas de negócios para que sejam priorizadas ações com melhor resultado e sustentabilidade, olhando a organização como um todo. Os setores administrativo e financeiro que comandam o principal complexo portuário do país exigem alto nível de engajamento e responsabilidade. Integrar a equipe que coordena um projeto dessa envergadura é um privilégio e grande desafio. Consolidar e ampliar as conquistas obtidas até aqui, alcançando maior nível de eficiência e rentabilidade, são os principais objetivos de minha gestão, com foco na preparação da companhia para a desestatização” afirma.