Quinta-feira, 4 de junho de 2020 - 11h14
Eixo SP assume a maior concessão de rodovias do Brasil
Trecho entre Piracicaba e Panorama receberá R$ 14 bilhões em investimentos

A concessionária Eixo SP, formada pela gestora de investimentos Pátria e pelo Fundo Soberano de Singapura (GIC, sigla para Government of Singapure Investment Corporation), assume hoje, dia 4 de junho, a administração do corredor rodoviário Piracicaba-Panorama, maior concessão de rodovias já realizada no Brasil, totalizando 1.273 quilômetros em 62 municípios em São Paulo.

O trecho envolve 12 rodovias e vai da região de Campinas até o extremo oeste do estado. Os investimentos previstos ao longo do período contratual, de 30 anos, somam R$ 14 bilhões, sendo que cerca de R$ 1,5 bilhão serão aportados já nos dois primeiros anos da concessão, período em que serão gerados aproximadamente sete mil novos empregos diretos e indiretos, com base na demanda por obras e ampliações.

“O início dessa operação em meio à pandemia mostra a força do estado de São Paulo. As rodovias receberão investimentos significativos, resultando em uma melhora na qualidade das vias e maior segurança aos usuários. A concessão também beneficiará toda a sociedade, gerando empregos e recursos aos municípios”, afirma João Octaviano Machado Neto, secretário estadual de Logística e Transportes. “Nos primeiros dias da nova concessão as medidas de melhorias no trecho já poderão ser notadas, com o objetivo de apresentar respostas eficientes, principalmente na prevenção de acidentes”, destaca Renata Perez Dantas, diretora geral interina da Artesp.

Na última terça-feira, dia 2 de junho, a concessionária Eixo SP, realizou um evento virtual para falar sobre o início dos trabalhos nas rodovias. A live contou com a presença de diversos participantes, entre eles prefeitos e representantes das 62 cidades que serão beneficiadas pelos investimentos realizados nas rodovias.

As ações iniciais incluem operação tapa buraco, recapeamento, reparo de bueiros, limpeza de placas e melhorias na iluminação. Além disso, serão construídos 600 quilômetros de duplicações, novas pistas, faixas adicionais e vias marginais. Haverá ainda a implantação de acostamentos, novos acessos e retornos, recuperação de pavimento, passarelas e ciclovias.

Será aplicada a Metodologia iRAP (Programa Internacional de Avaliação de Rodovias) que permite que vias sejam projetadas para limitar a probabilidade de acidentes, assim como minimizar a gravidade das ocorrências. A tecnologia já foi aplicada em 80 países e teve resultados positivos em mais de um milhão de quilômetros de rodovias.

A concessão também prevê inovações do ponto de vista econômico, tecnológico e de segurança viária, como o Desconto de Usuário Frequente (DUF), modelo inédito no Brasil que irá beneficiar os motoristas que utilizam o trecho rodoviário com mais frequência, recebendo descontos nas tarifas de pedágio.