Quinta-feira, 25 de junho de 2020 - 9h37
Players da cadeia do frio brasileira são destaque no Global Top 25 da IARW
Superfrio figura no 15º lugar, seguida da Comfrio, no 16º, e da Friozem, no 22º

A Associação Internacional de Armazéns Refrigerados (IARW, na sigla em inglês) – um dos braços da Global Cold Chain Alliance (GCCA), que no Brasil administra a Associação Brasileira da Indústria da Armazenagem Frigorificada (Abiaf) – divulgou no último dia 18 de junho o Global Top 25, ranking anual das maiores empresa de armazenagem do frio. Os Top 25 atualmente operam com 145 milhões de m³.

Entre as companhias que figuram no ranking, três são brasileiras. Vale lembrar que a posição é determinada pela capacidade de espaços com temperatura controlada. A Superfrio figura em 15º lugar, seguida da Comfrio em 16º lugar e da Friozem em 22º.

Já o Top 10 da América Latina opera 9,5 milhões de m³ e o Brasil domina a lista, com sete empresas destacadas. As outras três são mexicanas. Além das brasileiras que estão entre as 25 maiores em termos globais, estão na lista latino-americana Martini Meat, Arfrio, Grupo AP Logística e Brasfrigo.

Atualmente, os associados da IARW possuem 178,4 milhões de m³ resfriados ou congelados. Além disso, uma capacidade total de 25 milhões de m³ foi adicionada ao Top 25 Global desde a publicação das listas em 2019, devido em grande parte à atividade frequente de fusões e aquisições.

“A consolidação continua a desempenhar um papel importante no crescimento dos maiores players do setor de armazenamento a frio”, diz o presidente e CEO da IARW, Matthew Ott. O executivo completa dizendo que os associados continuam expandindo e adquirindo outras empresas em mercados desenvolvidos, mas também há registros de crescimento em mercados emergentes e em desenvolvimento, onde os serviços da cadeia de frio são mais necessários.

Desde a publicação das listas de 2019, algumas mudanças foram registradas, como a o aumento da capacidade global dos Top 25 em 25 milhões de m³, a capacidade dos Top 25 da América do Norte cresceu 19 milhões de m³, a dos Top 10 da América Latina aumentou 2,7 milhões de m³ e a capacidade dos Top 10 da Europa aumentou 470 mil m³.

Os associados da GCCA contam com mais de 1.300 instalações em cerca de 80 países, oferecendo soluções como armazenamento, distribuição, transporte e exportação.