Segunda-feira, 10 de agosto de 2020 - 9h12
Continental investe em pneus produzidos com látex de dente-de-leão
Pneus de passeio e de carga sustentáveis estão sendo testados pela companhia

A Continental, fabricante alemã de pneus, está investindo na pesquisa e no desenvolvimento de novas tecnologias, materiais alternativos e processos produtivos amigáveis em relação ao meio ambiente. O objetivo é que os pneus do futuro sejam ainda mais eficientes energeticamente e sustentáveis em termos de produção, uso e reciclabilidade.

Como a sustentabilidade é uma das prioridades para a companhia dentro do seu plano estratégico Visão 2030, os pneus produzidos a partir da planta dente-de-leão são uma parte importante das iniciativas da Continental, com o projeto Taraxagum, que utiliza o látex do dente-de-leão russo como alternativa à seiva da seringueira.

Em 2018, resultado de um investimento de 35 milhões de euros, a Continental Pneus inaugurou na Alemanha um laboratório exclusivo para pesquisas sobre a produção de borracha a partir dessa planta. A companhia já iniciou a fase de testes de pneus de passeio e de carga produzidos com a nova matéria-prima.

Hoje, a borracha natural ainda é obtida quase exclusivamente da seringueira, que só pode ser cultivada em uma pequena fração da superfície terrestre. O ciclo de crescimento de uma seringueira é de aproximadamente sete anos antes de começar a produzir o látex que pode ser usado na produção de borracha. Já o dente-de-leão tem um período de crescimento de apenas um ano da semeação até a colheita.