Sexta-feira, 2 de outubro de 2020 - 9h59
Santos Brasil levanta R$ 790 milhões com oferta primária de ações
Capital social da companhia passa a ser de R$ 1,8 bilhão; recursos captados serão aplicados na expansão das operações

A Santos Brasil divulga que levantou R$ 790 milhões com oferta primária de ações na B3. Com isso, o capital social da companhia passa a ser de R$ 1,8 bilhão, dividido em 862.478.378 ações ordinárias, todas nominativas, escriturais e sem valor nominal.

As 192.780 novas ações – precificadas a R$ 4,10 – que foram emitidas para aumento de capital começaram a ser negociadas na última segunda-feira, dia 28 de setembro, na B3. A liquidação física e financeira das ações ocorreu na terça-feira, dia 29.

Segundo a empresa, os recursos provenientes da oferta serão destinados, prioritariamente, para viabilizar o crescimento da empresa, por meio de participação em novos arrendamentos de ativos portuários, verticalização e integração da cadeia logística portuária a partir da plataforma da Santos Brasil Logística e ampliação da participação na movimentação brasileira de contêineres.

Para o diretor Econômico-Financeiro e de Relações com Investidores da Santos Brasil, Daniel Pedreira Dorea, a conclusão bem-sucedida desta operação, em um momento de grande volatilidade e aversão a risco no mercado, demonstra a confiança dos investidores na empresa e no seu potencial de crescimento.

“Esse aumento de capital nos permite executar a estratégia de crescimento da Santos Brasil, que passa não apenas pela expansão de sua atuação no mercado de contêineres, mas também pela seletiva participação nos diversos leilões de ativos portuários que serão conduzidos pelo ministério da Infraestrutura nos próximos dois anos, algo que não víamos desde a década de 1990 no setor portuário. Fora isso, se essa aversão a risco se acentuar, ou mesmo se a recuperação econômica for mais lenta do que a imaginada, empresas capitalizadas sempre têm uma vantagem competitiva importante”, diz Dorea.