Quinta-feira, 12 de novembro de 2020 - 10h02
Primeserv passa a utilizar sistema de reconhecimento facial de motoristas
Ferramenta da NVZ é de fácil utilização, por meio do celular do próprio colaborador

A Primeserv implantou, em parceria com a NVZ, corretora especializada em seguros de transporte de cargas em todos os modais, um sistema de reconhecimento facial para a liberação de motoristas, com o objetivo de ampliar ainda mais a segurança de suas operações de transporte.

Temer Saad, sócio-fundador e diretor geral da Primeserv, explica que 100% dos motoristas passam pela verificação, que é feita por meio do celular do próprio motorista. “Existe uma validação por parte dos funcionários do nosso centro de controle operacional (CCO), que antes o fazia através do envio dos documentos dos motoristas e agora ocorre mediante utilização do aplicativo”, indica Saad. “É importante salientar que somos pioneiros na utilização dessa tecnologia”, afirma Alessandro Picoloto, sócio da Primeserv.

Divulgação

Marcelo Zagonel, diretor Técnico e sócio da NVZ, destaca que o sistema consiste na maior plataforma de biometria facial do país, com mais de 30 milhões de faces já cadastradas somente no Brasil. “Nossa parceira nesse segmento é a CredDefense e o sistema já está adequado à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD)”, completa o executivo. Segundo ele, cerca de R$ 100 mil foram investidos na adequação e integração do sistema com o banco de dados da NVZ.

Depois de realizado o reconhecimento facial por meio do celular do usuário, o cruzamento das informações com o banco de dados leva somente alguns segundos, afirma Antunes. “A participação da Primeserv no piloto foi essencial para a validação do sistema que hoje está pronto para ser utilizado por 100% dos clientes”, completa José Antunes Valgas, sócio da NVZ.

A corretora conta com experiência de mais de 25 anos de atuação no mercado. “Nestes anos de atuação, identificamos a necessidade de ter uma informação precisa sobre os profissionais, principalmente sobre os desconhecidos por nossos clientes. Hoje contamos com informações integradas em nossas pesquisas, tanto dos motoristas como de seus veículos, auxiliando na análise do seu perfil profissional. Com a implementação do sistema de reconhecimento facial, eliminamos o risco de fraudes por apropriação indébita, fator crucial em operações com motoristas autônomos, que estão mais vulneráveis a esse tipo de crime”, finaliza Valgas.