Terça-feira, 24 de novembro de 2020 - 9h34
RTE Rodonaves projeta encerrar o ano de 2020 com crescimento de 16%
Em 2019, companhia faturou R$ 1,1 bilhão; planejamento para os próximos cinco anos é para dobrar este desempenho

A RTE Rodonaves divulga que deve fechar o ano de 2020 com crescimento de 16% frente ao ano anterior, quando faturou R$ 1,1 bilhão. Segundo a vice-presidente e diretora Financeira, Vera Naves, o resultado é reflexo do plano de investimento de R$ 180 milhões estipulado para os anos de 2019 e 2020 e direcionado à infraestrutura e frota. Vale lembrar que a companhia encerra o ano com 3.400 veículos e 270 unidades de atendimento.

A executiva afirma que o destaque deste ano ficou por conta do início das operações aéreas. A empresa, agora, disponibiliza desde Campinas (SP), São José dos Campos (SP), Uberaba (MG), Uberlância (MG), Brasília, Goiânia e Sorocaba envios para as regiões, Norte, Nordeste e Centro Oeste.

Ao todo, R$ 4 milhões foram aplicados paras as operações aéreas que utilizam os porões dos aviões das companhias comerciais para o transporte dos produtos. “Desde maio, quando iniciamos as movimentações já transportamos 10 toneladas pelo modal”, calcula Vera.

A executiva completa dizendo que o trabalho, agora, é aguardar o cenário do mercado, bastante impactado – diminuição da mallha – com a pandemia do coronavírus. “Mas o aéreo está envolvido no planejamento e em nosso plano estratégico”, resume.

As ações na companhia não param e os investimentos para os próimos cinco anos já estão traçados. O presidente da RTE Rodonaves, João Naves, revelas que o objetivo é expandir a malha para carga fracionada, abrir 14 unidades, adquirir veículos e diversificar a atuação. “A meta é dobrar em faturamento em cinco anos”, diz.